Brasil Tem Estabilidade Suficiente para Atrair Investidores

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou, nesta quarta-feira, 12 de junho, da abertura do Fórum de Investimentos Prioridade 2024, organizado pelo Instituto da Iniciativa de Investimentos Futuros (FII Institute), no Rio de Janeiro. Com o tema “investir em dignidade”, o evento discutiu alternativas de investimento em áreas como transição energética sustentável, avanços tecnológicos, inovação e inclusão social, destacando a importância de uma nova ordem global que priorize a dignidade para todos.

“Estou aqui hoje para mostrar que o Brasil é digno dessa confiança. Sempre digo que a coisa mais importante para um investidor é a estabilidade. E isso o Brasil tem de sobra para oferecer”, afirmou Lula. Ele destacou a relevância do evento sendo sediado no Brasil pela primeira vez, enfatizando a consolidação de países emergentes no debate econômico mundial, além dos centros tradicionais. “Já é passada a hora de reconhecer o crescente peso de países como a Arábia Saudita e o Brasil, sócios cada vez mais próximos e parceiros nos BRICS”, acrescentou o presidente.

Avanços Econômicos e Sociais

Para demonstrar a atratividade do Brasil para investidores estrangeiros, Lula destacou os resultados econômicos recentes. “Contrariando as expectativas pessimistas, nosso PIB cresceu 2,5% nos últimos 12 meses. Caminhamos para ser a oitava maior economia do mundo neste ano. Até o final do mandato, podemos voltar a ser a sexta economia mundial, como fomos em 2011. Nossa balança comercial bateu recorde em 2023, com o maior saldo da história. As exportações entre janeiro e abril deste ano alcançaram a marca recorde de 108 bilhões de dólares, com aumento da participação de produtos da indústria de transformação”, explicou.

Lula também mencionou o restabelecimento da política de valorização do salário mínimo e a reestruturação de programas sociais, ressaltando que o desemprego no trimestre de fevereiro a abril foi o menor desde 2014. “O tema deste Fórum é ‘investir na dignidade’. Essa é nossa prioridade. Muito dinheiro na mão de poucos significa fome, doença, analfabetismo e criminalidade. Mas se muitos têm pelo menos um pouco, a sociedade muda para melhor”, defendeu.

Compromisso com a Paz e Sustentabilidade

O presidente reafirmou o compromisso do Brasil com a paz e o desenvolvimento sustentável. “Somos um país amante da paz e avesso a rivalidades geopolíticas. Dialogamos e negociamos com todos os que possam e queiram contribuir para o progresso do país e do mundo. É esse o espírito das nossas presidências do G20 e dos BRICS e da COP do Clima em Belém. O Brasil que vislumbramos é um gigante da sustentabilidade e um peso pesado da segurança alimentar. É um país capaz de ampliar sua produtividade agrícola com respeito ao meio ambiente e de renovar sua vocação industrial a partir da energia limpa e da inovação tecnológica”, afirmou.

Novas Iniciativas

Lula indicou que o Brasil construirá seu futuro com base no Novo PAC e na Nova Indústria Brasil. O primeiro visa aumentar a competitividade da economia brasileira com investimentos públicos e privados estimados em US$ 320 bilhões, 75% dos quais até 2026, para modernização da infraestrutura logística. A Nova Indústria Brasil mobilizará financiamento, compras governamentais e melhorias regulatórias para fomentar setores estratégicos para o desenvolvimento sustentável. O Governo Federal já aprovou US$ 15 bilhões para projetos de inovação, sustentabilidade e ampliação da produtividade e capacidade exportadora brasileira. “Em um mundo cujas bases econômicas serão revolucionadas pelas transições energética e digital, o Brasil desponta como celeiro de oportunidades”, destacou.

Oportunidades de Investimento

O Fórum de Investimentos Prioridade, realizado pela primeira vez em uma cidade da América Latina, reuniu líderes e executivos globais para debater oportunidades de investimentos que proporcionem crescimento sustentável aos países. O evento também visou estreitar as relações entre Brasil e Arábia Saudita, potencializando investimentos e projetando o Brasil como um polo de ideias e iniciativas sustentáveis.

Yasir Al-Rumayyan, presidente do FII Institute e governador do fundo soberano da Arábia Saudita, expressou interesse em investir em áreas como tecnologia, energia renovável, mineração e futebol no Brasil. “Estamos interessados em investir em tecnologia, energia renovável, mineração e espero que também em futebol. Considerando a população da Arábia Saudita, com 65% ou 70% com 35 anos de idade, uma das coisas que nós estamos interessados é recriar a questão do entretenimento também no esporte. Por isso, nós temos grandes iniciativas em diferentes esportes, incluindo futebol. E eu penso que aqui é o melhor lugar para discutir futebol”, afirmou.

Após a abertura do evento, Lula se reuniu com empresários árabes, acompanhado dos ministros Renan Filho (Transportes), Alexandre Silveira (Minas e Energia) e Rui Costa (Casa Civil), além do presidente do BNDES, Aloizio Mercadante. O presidente disse à imprensa que as discussões sobre investimentos nas áreas de energia renovável, portos, aeroportos e mineração são promissoras.

Apoio Local

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, destacou a importância do evento para a cooperação internacional e o fortalecimento dos laços entre o Brasil e a Arábia Saudita. “A presença de vocês aqui na Cidade Maravilhosa marca um grande passo. Nós estamos promovendo a cooperação internacional, fortalecendo os laços entre o Brasil e o reino da Arábia Saudita e buscando novas parcerias e oportunidades de crescimento. Como capital do G20, convidamos vocês a se juntar à nossa jornada de transformação, impulsionada pela inovação e pelo desenvolvimento sustentável”, disse.

O governador do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, também destacou as oportunidades econômicas e turísticas da cidade, enfatizando o potencial do Rio como capital energética do Brasil.

Participação Internacional

O Fórum conta com mais de 150 palestrantes, incluindo ex-presidentes como Felipe Calderón (México), Juan Manuel Santos (Colômbia), Jorge Quiroga (Bolívia) e Laura Chinchilla (Costa Rica), além de outras personalidades internacionais. Entre os principais palestrantes estão a princesa Reema Bint Bandar Al Saud, embaixadora da Arábia Saudita nos Estados Unidos; o príncipe Faisal Bin Bandar Al Saud, presidente da Federação Saudita de Esportes Eletrônicos; Yasir Al-Rumayyan, governador do Fundo de Investimento Público (PIF) e presidente do Instituto FII; e Mike Pompeo, ex-secretário de Estado dos Estados Unidos.

O FII Institute é uma fundação global sem fins lucrativos financiada pelo Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita (PIF), que possui ativos que somam US$ 925 bilhões em investimentos.