Ufra e organização OCB irão desenvolver aplicativo para ajudar a agricultura familiar

Segurança e agilidade para o consumidor, garantia de comercialização para os produtores. O aplicativo desenvolvido especialmente para as cooperativas do ramo agropecuário apresentará, em tempo real, os pontos de comercialização, quais produtos estarão disponíveis e as modalidades de compra. Com um clique, o consumidor poderá fazer sua encomenda e apenas buscar no local, evitando-se grandes aglomerações.

O aplicativo está sendo desenvolvido pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e pela Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Pará (OCB/PA). O objetivo é ampliar as oportunidades de compra para a população, que busca alternativas frente ao avanço da pandemia do COVID-19, atendendo as recomendações para se evitar locais com concentração de pessoas.

Com o apoio infraestrutural da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP), serão montadas feiras da agricultura familiar em alguns pontos de Belém. Participarão todas as cooperativas registradas e adimplentes com o Sistema OCB/PA.

Na plataforma, o usuário acompanhará onde as feiras estão instaladas, quais são os produtos que estão sendo oferecidos, o preço de cada um e as opções de pagamento. Feita a encomenda, o comprador irá se dirigir ao local apenas para buscar os produtos, como um drive thru. Dependendo de cada cooperativa, também poderá ser feita a entrega a domicílio, com taxas a serem ajustadas na compra.

A população terá acesso a uma produção diversificada. Das 62 cooperativas do ramo agropecuário regulares no Sistema OCB/PA, 46% atua com fruticultura em geral, 38% com hortaliças, 29% com mandioca e derivados. Também atuam com cacau e derivados, oleaginosas, insumos, grãos e produtos de origem animal.

Para esses 3.600 cooperados envolvidos em cooperativas agropecuárias no Pará, além dos 753 empregados, o aplicativo será uma alternativa para que continuem produzindo e para que a produção não seja perdida. Em sua maioria, a principal renda das cooperativas é oriunda dos planos governamentais de aquisição da merenda escolar, em especial o PNAE e PAA. Diante das suspensões das aulas, muitos cooperados foram diretamente afetados.

“É indispensável que criemos meios para possibilitar que nossas cooperativas continuem trabalhando. Estamos acompanhando singulares com a produção parada, não possui mercado para que consigam dar vazão. É certo que o consumo não diminuiu. Precisamos apenas encontrar meios de chegar aos consumidores e a tecnologia vem nos apoiar nesse sentido”, explicou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

O aplicativo já está em fase de desenvolvimento pela área de tecnologia da informação da Ufra. O pró-reitor de extensão, Jonas Castro, está coordenando em conjunto com o professor Fábio Bezerra. O projeto é um dos desdobramentos do termo de cooperação técnica assinado entre a Universidade e o Sistema OCB/PA, que já previa a elaboração da ferramenta.

“Precisávamos dar uma resposta rápida à sociedade e aos produtores. Todos devem cooperar em prol do objetivo de mitigar os efeitos da pandemia. Portanto, é o momento oportuno para lançarmos o aplicativo o mais rápido possível, auxiliando na agilidade e segurança para os consumidores, assim como apoiar as cooperativas na comercialização e na gestão de sua produção”, enfatizou o reitor da Ufra, Marcel Botelho.

Enquanto o aplicativo está sendo desenvolvido, a NÓS Soluções, empresa que presta a consultoria ao Sistema OCB/PA, fará o levantamento da produção das cooperativas, identificando quais preenchem os requisitos necessários à execução do Projeto.

Posteriormente, também planeja-se desenvolver uma versão do aplicativo mais voltada para o público corporativo, como supermercados, restaurantes e empórios. As empresas terão uma interface de contato direta com o produtor, auxiliando na aquisição das mercadorias.