Na segunda etapa de entregas de cestas básicas aos moradores do bairro do Guamá, um dos sete atendidos pelo programa “Territórios pela Paz” (TerPaz) em Belém, 200 kits de alimentos não perecíveis foram distribuídos, na terça (19/05), a entidades que assistem pessoas em situação de vulnerabilidade social e idosos. As doações devem alcançar outros bairros da capital paraense até sexta (22/05).

A arrecadação de alimentos durante a pandemia do novo coronavírus é fruto de parceria entre o Governo do Pará, por meio da Ouvidoria Geral do Estado (OGE), com empresas, que se colocam como doadoras. Segundo a diretora geral da Secretaria de Estado de Articulação da Cidadania (Seac), Juliana Barroso, órgão responsável pela execução das ações do TerPaz, houve um cadastro prévio para determinar o destino de cada cesta básica.

“Escolhemos algumas frentes que são nossas parceiras no programa, fizemos esse cadastro e privilegiamos a alta vulnerabilidade e os mais idosos, que devem evitar a exposição. Também descentralizamos as entregas para evitar a aglomeração na hora do recebimento”, confirma Juliana. Desde semana passada, as doações chegaram a outros bairros assistidos pelo TerPaz, como Cabanagem, Jurunas e Terra Firme.

O ouvidor geral, Arthur Houat, explica que essa entrega foi dividida em duas etapas, justamente por se tratar do bairro mais populoso dentre os assistidos pelo programa. No total, mais de 800 cestas básicas já foram entregues por conta dessa parceria entre Estado e iniciativa privada. “Foi muito positivo. Entregamos inclusive em uma biblioteca que tem enorme importância para os moradores, que é o Espaço Cultural Nossa Biblioteca, reconhecida nacionalmente pelo Criança Esperança, e ainda com apoio de entidades que cuidam de famílias em situação de risco e idosos”, avaliou.