Sesma amplia 4ª dose da vacina contra covid para novos grupos a partir de segunda, 9

A partir de segunda-feira, 9, a Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) amplia para novos grupos a aplicação da quarta dose da vacina contra a covid-19. Trabalhadores da educação do ensino básico e superior e integrantes das Forças Armadas e das forças de segurança e salvamento, com 18 anos ou mais, poderão tomar o reforço, em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) ou nas faculdades e shoppings centers com salas de imunização.

Além destes grupos, estão aptos à quarta dose trabalhadores da saúde com 18 anos ou mais, pessoas com idade a partir de 60 anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho recentemente) e imunocomprometidos com 12 anos ou mais. A quarta dose – ou segundo reforço – deve ser administrada quatro meses após a aplicação da terceira dose.

O órgão municipal de Saúde informa, ainda, que a partir de segunda, 9, a vacina pediátrica da Pfizer estará disponível nos postos de vacinação da rede municipal.

Na campanha contra a covid-19, a primeira e segunda doses estão liberadas para crianças (de 5 anos a 11 anos), adultos e idosos que ainda não foram vacinados. É necessário haver intervalo de quatro semanas entre as doses, com exceção da Pfizer pediátrica, cujo intervalo entre doses é de oito semanas.

A terceira dose está disponível para todas as pessoas com 18 anos ou mais, que foram vacinados com a segunda dose até janeiro de 2022. Pessoas imunocomprometidas, a partir de 12 anos, com intervalo de oito semanas após a segunda dose, também podem tomar a terceira dose. Para receber o imunizante, basta apresentar uma cópia do laudo ou atestado ou receita médica que comprove alto grau de imunossupressão.

Critérios – Pessoas com alto grau de imunossupressão (imunocomprometidas) são aquelas com imunodeficiência primária grave; que fazem quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas; aquelas vivendo com HIV/ aids; que fazem uso de corticóides em doses ≥ 20mg/ dia de prednisona, ou equivalente, por ≥ 14 dias; que fazem uso de drogas modificadoras da resposta imune; portadoras de doenças autoinflamatórias ou doenças intestinais inflamatórias; pacientes em hemodiálise e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

Trabalhadores da saúde são todos aqueles que fazem parte da categoria profissionais de saúde (atuantes ou não), bem como os que atuam na vigilância à saúde ou em espaços e estabelecimentos de assistência, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios, consultórios e outros. Enquadram-se nessa categoria, por exemplo, recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros, entre outros. Incluem-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares, como os cuidadores de idosos e doulas/ parteiras.

A vacina contra a covid-19 também pode ser ofertada aos estudantes da área da saúde que estiverem prestando atendimento na assistência dos serviços de saúde, desde que apresentem declaração emitida pela instituição onde estiver sendo feito o estágio.

Para se vacinar, basta apresentar RG, CPF ou cartão SUS, comprovante de residência de Belém e documento comprobatório da profissão que exerce.

Influenza

A campanha de vacinação contra a gripe segue o calendário e critérios do Ministério da Saúde. Contra a influenza podem se vacinar os seguintes grupos prioritários: idosos de 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; crianças de 6 meses a menores 5 anos; gestantes; puérperas; professores da rede pública e privada; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis; pessoas com deficiência; caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo; trabalhador portuário; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medida socioeducativa.

A Sesma informa também que crianças de 6 meses até 4 anos 11 meses e 29 dias que nunca receberam a vacina contra Influenza podem receber duas doses, com o volume indicado para a idade.

Crianças de 6 meses até 4 anos 11 meses e 29 dias que receberam uma ou duas doses de vacina contra Influenza em anos anteriores podem receber dose única, com o volume indicado para a idade. Criança a partir de 5 anos e adultos podem receber dose única.

Sarampo

Contra o sarampo, a campanha está voltada para dois públicos, que são todas as crianças de 6 meses a menores de 5 anos e os trabalhadores de saúde, podendo tomar uma ou duas doses, dependendo do caso. Trabalhadores de saúde de todas as idades podem completar ou iniciar o esquema de duas doses, a depender da situação vacinal.

Veja onde se vacinar (De 9 a 13 de maio):

– Postos de vacinação da rede municipal (UBS e Estratégias de Saúde da Família), das 8h às 17h;

– Universidades (Unifamaz, Fibra, Unama), das 9h às 17h;

– Shoppings centers (Pátio Belém, Boulevard, Bosque Grão-Pará, Parque Shopping e IT Center), das 10h às 17h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui