Servidores da Casa do Idoso participam de qualificação em gerontologia e geriatria

Os profissionais da saúde, que atendem aos idosos no Centro de Atenção à Saúde do Idoso (Casa do Idoso), participam do VII Curso Básico e I Internacional de Gerontologia e Geriatria. O curso iniciou no último dia 1º e segue até o dia 9 de dezembro.

O curso é promovido pela Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), em parceria com o Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG) “José Ermírio de Moraes” e tem como público alvo profissionais e graduandos, que atuem na área da saúde e do envelhecimento.

Com o tema “Velhice Cidadã: Velhice não é doença”, a aula magna do curso foi ministrada pelo médico e gerontólogo Alexandre Kalache, que é presidente do Centro Internacional de Longevidade Brasil (International Longevity Centre Brazil – ILC-BR), bem como co-diretor da Age Friendly Foundation.

Atenção integrada

Sídia Oliveira, gerente da Casa do Idoso, explica que o objetivo do curso é capacitar profissionais para uma atenção integral e integrada à saúde da pessoa idosa. “Queremos que os profissionais que atendem na Casa estejam cada vez mais qualificados em gerontologia no âmbito do SUS”, reforça.

Para a assistente social da Casa do Idoso, Claúdia Margareth Silva, o curso é muito importante para a qualificação da equipe. “A gente começa a melhorar as nossas práticas a partir do momento que temos mais conhecimento. Nós nos apropriamos desse conhecimento e ele chega aos usuários a partir da melhoria de nossas práticas”, ressalta.

O curso tem carga horária de 100 horas com transmissões online no período único: manhã – das 08h30 às 12h30. O encerramento ocorrerá dia 9 de dezembro.

Casa do Idoso – serviço específico voltado à saúde na terceira idade, oferece atendimento a pessoas que possuam 60 anos ou mais.

Esse atendimento ocorre quando o médico clínico geral das Unidades Municipal de Saúde (UMS) ou na Estratégia Saúde da Família (ESF) esgotam suas possibilidades de resolutividade. Aí esse idoso é referenciado para a Casa. Para tanto, é necessária a emissão de uma guia de referência/contrarreferência com a demanda contida na carteira de serviços da Casa do Idoso.

A Casa possui cerca de 16 mil idosos cadastrados, com média diária de aproximadamente 250 atendimentos nas diversas especialidades. Além disso, promove cerca de 400 procedimentos. Sendo assim, a média mensal de atendimentos fica em torno de 5.5 mil e a anual é de 66 mil atendimentos nas diversas especialidades.

A carteira de serviços da Casa do Idoso contém: Gastroenterologia, Dermatologia, Geriatria, Endocrinologia, Psiquiatria, Neurologia, Reumatologia, Ortopedia e Cardiologia e conta com uma equipe multiprofissional nas áreas da Fonoaudiologia, Educação Física, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Psicologia, Fisioterapia, Farmácia de Atenção Básica e Autorização para Procedimento de Alta Complexidade/Custo (APAC), Enfermagem, Técnico de Enfermagem, Nutrição, Prótese Dentária.

A Casa do Idoso atua também em ações multidisciplinares, tais como: atividades individuais, atividades em grupo, ações de educação em saúde.

As políticas norteadoras do espaço são: a Política Nacional do Idoso (Lei nº 8.842, de 4 janeiro de 1994), Política Nacional de Saúde do Idosa (Portaria no. 2.528 de 2006) e o Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741 de 1 de Outubro de 2003).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui