Semana Municipal do Brincar reafirma o direito das crianças à educação lúdica na primeira infância

Semana Municipal do Brincar potencializa um dos direitos de toda criança, importantíssimo para o seu desenvolvimento físico e psíquico

Durante toda esta semana as crianças das escolas municipais de Belém participam de eventos voltados a brincadeiras. A Prefeitura de Belém, por meio da Coordenação da Educação Infantil (Coei) da Secretaria Municipal de Educação (Semec), promove a Semana Municipal do Brincar para potencializar um dos direitos de toda criança, importante para o seu desenvolvimento físico e psíquico.

Na Escola Municipal de Educação Infantil Professora Cleonice Oliveira, no bairro do Tapanã, a programação é recheada de brincadeiras como, o futpano, ciranda musical, circuito de psicomotricidade, banho lúdico, arremesso de bolinhas, dança da cadeira, estátua diferente, cabo de paz entre outras.

Também ocorre na mesma escola o II Encontro com as famílias, nesta quinta-feira, 26, para agregar os responsáveis às atividades da semana e incentivar a participação na vida escolar de seus filhos.

Efeitos positivos na infância

A organização é do Grupo de Artes da Coei, que orienta os professores da rede a realizar uma programação bem dinâmica. Na capital paraense, a rede municipal de ensino possui mais de 20 mil crianças na faixa etária de 6 meses a 5 anos, mais conhecida como primeira infância, conforme determina o Marco Legal de 2016.

É nesta fase da vida que pesquisas mostram que uma creche de qualidade tem efeito positivo ao longo da trajetória educacional de uma pessoa. Evidências revelam ainda, que as atividades adequadas nessa idade impactam no desenvolvimento cognitivo, linguístico e socioemocional das crianças, aspectos fundamentais para a aprendizagem na escola.

A diretora da Escola Municipal de Educação Infantil Professora Cleonice Oliveira, Luanda Wanzeler, afirma que os professores organizaram as atividades para aflorar o que já é feito no dia a dia da escola.

“Nós entendemos que a educação infantil perpassa por esse cuidado, educar respeitando essa fase, a infância de cada criança, que precisam viver isso com segurança além de ser um direito”, explica Luanda.

Educação lúdica e desenvolvimento infantil

A dona de casa, Aline Paixão Nascimento, 32 anos, mãe do Nicollas Nascimento Batista, 5 anos, do jardim II, conta que o filho está na unidade desde os 2 anos e reconhece que ele se desenvolveu muito.

“Agora ele está aprendendo a ler. E tudo que aprende na escola ele mostra em casa. Como na semana do brincar, em casa tento sempre dar brinquedos educativos. O Nicollas era muito vergonhoso. Mas com o desenvolvimento na escola agora as professoras comentam que ele está mais comunicativo e participativo”, conta a mãe.

A Escola Municipal de Educação Infantil Professor Jaime Teixeira, no bairro do Tenoné, preparou vários momentos lúdicos para ficar marcados na memória das crianças. Teve pinturas, corridas, brincadeiras de roda; circuito motor com bambolê e até resgate de brincadeiras tradicionais.

Aprendizado feliz

Na sexta-feira, 27, a escola encerra a programação com a peça: “A cesta da Dona Maricota”, além de um piquenique de frutas. “Que o brincar esteja presente na vida de todas as crianças, como das nossas nesta Emei e desta forma elas aprendem felizes”, reforçou a diretora Lucielle Ferreira da Costa.

A assistente administrativa, Gleisse Cordeiro Pereira, 34 anos, é mãe do Dom Henrique Pereira de Souza, 2 anos, do Maternal I. “Meu filho é muito bem acolhido pela escola. Estou gostando muito do desenvolvimento dele que está mais esperto e interage mais com as outras crianças. E agora na semana do brincar estou adorando as atividades”, informou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui