O Governo do Estado iniciou, nesta segunda-feira (25), os trabalhos para a conclusão do primeiro trecho da segunda etapa da obra de macrodrenagem da bacia do Tucunduba, compreendido entre a Rua São Domingos até a Rua dos Mundurucus, em Belém.  Coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), a etapa conta com um investimento de mais de R$ 38 milhões e deve beneficiar 160 mil pessoas.

O projeto prevê a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Riacho Doce, que vai receber o esgoto dos bairros do Marco, Canudos, Terra Firme e Guamá. Também serão feitas as ligações de água e esgoto entre a estação e as casas, beneficiando mais de 160 mil pessoas.

De acordo com o secretário Adjunto de Gestão e Desenvolvimento Urbano da Sedop, Valdir Acatauassú, a conclusão desta etapa é fundamental para o avanço das obras no projeto de macrodrenagem do Tucunduba. O prazo para conclusão dos serviços é de um ano. “Esperamos concluir os trabalhos dentro do prazo. A estação de tratamento vai receber o esgoto de todos os bairros beneficiados pelo projeto, na Travessa da Vileta até a Rua São Domingos”, destacou Valdir.

Além da conclusão do primeiro trecho da obra de macrodrenagem do Tucunduba, a Sedop também segue trabalhando nos outros dois trechos que compõem o projeto. No segundo trecho, que vai da Rua dos Mundurucus até a rua 2 de Junho, as obras já foram retomadas e estão em andamento. O prazo para a conclusão deste trabalho é até o final do ano de 2020.

Já no terceiro trecho, que vai da rua Rua 2 de Junho até a Travessa da Vileta, a Sedop concluiu, recentemente, o processo de licitação para contratação da empresa que será responsável por esta etapa. De acordo com o secretário Adjunto Valdir Acatauassu, estão sendo feitas tratativas para viabilizar, de forma ordenada, a desocupação de áreas invadidas. A expectativa é de que os trabalhos iniciem em meados do próximo mês de junho.