Sedeme firma parceria para expandir uso de energia solar no Pará

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) celebrou nesta segunda-feira (18) um Termo de Cooperação Técnica com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), com o objetivo de viabilizar a expansão da cadeia de valor da energia solar fotovoltaica no Pará a partir de políticas públicas, programas e incentivos capazes de dinamizar o uso de sistemas fotovoltaicos, seus equipamentos e componentes.Secretário José Fernando Gomes Júnior (c) e executivos da Absolar firmaram a parceria nas áreas econômica e sustentávelFoto: IGOR NASCIMENTO/ASCOM SEDEME

O acordo, firmado durante reunião entre o titular da Sedeme, José Fernando Gomes Júnior, e o presidente Executivo da Absolar, Rodrigo Sauaia, que esteve acompanhado de executivos da entidade, tem vigência de dois anos e prevê uma série de ações e políticas públicas para incentivar o desenvolvimento econômico do Pará com a utilização de energia renovável.

A iniciativa considera que o uso de energias renováveis na matriz energética terá um papel cada vez mais relevante no cenário socioeconômico do Pará, contribuindo para seu desenvolvimento, além do relevante papel nos compromissos propostos para zerar as emissões de dióxido de carbono do Estado, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

“Por determinação do governador Helder Barbalho, nosso trabalho é contínuo no sentido de buscar formas de incentivo ao desenvolvimento econômico do Pará com sustentabilidade e geração de emprego. Portanto, esse acordo que estamos celebrando agora com a Absolar vai ao encontro disso, permitindo com que trabalhemos em parceria em benefício do uso de energia solar fotovoltaica no Pará não apenas nas residências, mas pelo setor produtivo, o que sem dúvida trará grandes benefícios ao Pará”, explicou José Fernando Gomes Júnior.

Participantes da reunião na Sedeme após a assinatura do Acordo de CooperaçãoFoto: IGOR NASCIMENTO/ASCOM SEDEMEPara Rodrigo Sauaia, a celebração do acordo é um marco para a entidade e para o Estado, que permitirá o trabalho conjunto para diversificação da matriz energética com sustentabilidade. “Este é um passo estratégico para que nós possamos acelerar o desenvolvimento da energia solar fotovoltaica no Estado do Pará. É uma tecnologia limpa, renovável, sustentável, competitiva e que pode ajudar o Estado a diversificar a sua matriz elétrica, atrair novos investimentos, gerar empregos e renda locais de qualidade, e também se posicionar como referência no uso dessa tecnologia que ainda é nova no Brasil. A partir de agora, vamos desenvolver ações em favor do crescimento da energia solar no Estado, com ações estruturantes, políticas públicas, programas e incentivos que possam ajudar o Estado a avançar na posição que ele hoje ocupa, de 13º maior estado usuário de energia solar de pequeno e médio porte. A ideia é que, com isso, nós possamos melhorar os procedimentos de licenciamento ambiental, apoiar o Estado a instalar mais energia solar nos prédios públicos e fomentar o uso dessa tecnologia pela população e pelos negócios paraenses”, ressaltou.

Destaque regional – De acordo com a Absolar, atualmente o Pará é o maior usuário de energia solar na Região Norte, portanto o primeiro estado da região em que a Absolar desenvolve o trabalho em conjunto. Ainda segundo a entidade, nos últimos anos o Pará já recebeu R$ 1,4 bilhão de investimentos em energia solar e gerou mais de 8 mil empregos, o que revela um nicho promissor.

Fundada em 2013, a Absolar é uma entidade nacional, sem fins lucrativos, que reúne empresas de toda a cadeia de valor do setor solar fotovoltaico com operações no Brasil. A entidade atua por meio da elaboração de estudos técnicos e incentivo à formação, qualificação e networking do setor, com o propósito de promover um ambiente de negócios favorável para investimentos no setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui