Rede de Ensino Técnico do Pará oferta mais de sete mil vagas em 191 cursos

Resize (13)

A Rede de Ensino Técnico do Pará oferecerá este ano 7.620 vagas, em 191 cursos, a serem prenchidas por meio de processo seletivo. O edital referente à abertura das vagas foi publicado na edição de ontem, segunda-feira 25, do Diário Oficial do Estado. Hoje também começam as inscrições, feitas por meio do portal da Secretaria de Estado de Educação (www.seduc.pa.gov.br), até o dia 10 de fevereiro. O resultado da primeira chamada está previsto para 12 de fevereiro.

As vagas serão ofertadas em três modalidades: Ensino Médio Integrado, com 3.780 vagas, para alunos concluintes do Ensino Fundamental e que irão cursar o Ensino Médio em 2016; Programa Educação de Jovens e Adultos (Proeja), com 920 vagas ofertadas, e na modalidade Subsequente, com 2.920 vagas ofertadas para alunos que já concluíram o Ensino Médio.

Entre os cursos técnicos ofertados, em várias áreas de atuação, estão Segurança do Trabalho, Agricultura, Agronegócio, Secretariado, Manutenção e Suporte, Redes de Computadores, Alimentos, Agroindústria, Nutrição e Dietética, Podologia, Meio Ambiente, Eletrotécnica, Edificações, Administração, Marketing e Comércio.

Seleção

O processo de seleção atende a vários critérios. Na modalidade Integrado, os estudantes precisam ter concluído o Ensino Fundamental, ter cursado o Ensino Fundamental em escola pública ou em escola privada com bolsa de estudos, ter cursado o Ensino Fundamental maior (5ª a 8ª série) em escola da rede estadual e ser participante de programa de transferência de renda. Para alunos com deficiência estão reservados 5% do total das vagas.

Já na modalidade Proeja serão observados os mesmos critérios de seleção do Integrado, mas o percentual de vagas será distribuído da seguinte forma: 60% para alunos com idade acima de 24 anos e 11 meses, 35% para estudantes de 18 a 24 anos e 5% para pessoas com deficiência.

Na modalidade Subsequente, 60% das vagas serão destinadas a ex- alunos que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos anos de 2013, 2014 e 2015; 35% para os que não realizaram o Enem e 5% para ex-alunos com deficiência.

Essas ofertas de capacitação profissional vão proporcionar mais oportunidades no mercado de trabalho para alunos e ex-alunos da rede estadual de ensino. Um exemplo é Rafael Loureiro, ex-aluno da Escola Tecnológica Magalhães Barata, onde fez o curso de Técnico em Informática, o que lhe deu acesso à vida profissional. Ele disse que começou a estagiar na empresa Computer Store, por indicação da própria Etepa, e logo depois participou de um processo de seleção curricular e entrevista, sendo contratado pela própria Seduc para trabalhar na Coordenadoria de Recursos Técnicos e Informática (CRTI), como técnico de suporte.

“A escola tecnológica abriu as portas do mercado de trabalho para mim. Tive uma boa formação, oportunidade de conseguir o meu primeiro emprego na área e hoje estou me especializando ainda mais, fazendo o curso de Aperfeiçoamento em Rede e outro de Engenharia”, contou Rafael.

“O objetivo da Secretaria é atender as demandas do mercado de trabalho, com mais qualificação profissional, disponibilizando para profissionais qualificados e atendendo à necessidade de acesso ao emprego desses jovens, em várias faixas etárias”, destacou Mari Almeida, coordenadora da Educação Profissional.

Mais informações sobre os cursos, documentação necessária, datas de resultados e prazos de recursos no edital, que ficará disponível a partir de hoje no portal da Seduc.

As Escolas da Rede de Ensino Técnico do Estado do Pará que ofertarão cursos técnicos em 2016 são as seguintes:

Belém:

EETEPA Profº Anísio Teixeira; Escola Técnica Estadual Magalhães Barata; Escola Paes de Carvalho; Instituto de Educação do Estado do Pará; Escola Deodoro de Mendonça; Escola Francisco da Silva Nunes; EETEPA Icoaraci – Francisco das Chagas Ribeiro de Azevedo.

Interior:

Escola Centro de Educação Profissional Dom Aristides Pirovano – em Marituba (Região Metropolitana)

Escola Juscelino Kubitschek de Oliveira – Benevides (Região Metropolitana)

Centro Integrado de Educação do Baixo Tocantins – Cametá

EETEPA Tailândia – Tailândia (sudeste)

EETEPA Monte Alegre – Monte Alegre (oeste)

ETEPA Oriximiná – Oriximiná (oeste)

Escola Irmã Albertina Leitão – Santa Izabel do Pará (Região Metropolitana)

EETEPA Vigia de Nazaré – Vigia de Nazaré (nordeste)

EETEPA Itaituba – Itaituba (sudoeste)

EETEPA Paragominas – Paragominas (nordeste)

EETEPA Salvaterra – Salvaterra (Marajó)