Rainha proibirá Harry e Meghan de usarem palavra “real”, diz jornal

Depois que anunciaram a saída da realeza, Harry e Meghan logo começaram a planejar como seria a vida financeira da família. Eles entraram com o pedido de registro da marca global “Sussex Royal”, que seria utilizado em artigos variados. A rainha, no entanto, parece ter vetado o uso da palavra “Royal” (real), de acordo com a imprensa britânica.

Harry e Meghan não poderão usar a palavra “Royal”

O nome “Sussex Royal” já estava sendo utilizado pelo casal em várias plataformas: além da marca, o site e o Instagram dos dois também levava o título.

Ele também seria utilizado em uma instituição de caridade que o príncipe e a duquesa pretendem criar.

meghan harry 1400x800 0120
TOBY MELVILLE – WPA POOL/GETTY IMAGES

Durante uma conversa para definir os detalhes da saída dos dois da realeza, ficou decidido que Harry e Meghan não seriam mais chamados de “Sua Alteza Real”, mas que manteriam os títulos de duque e duquesa.

De acordo com o jornal britânico “Daily Mail”, a rainha e outros oficiais do palácio de Buckingham concluíram que não faz sentido que Harry e Meghan continuem a usar a palavra “Royal”, considerando que eles não fazem mais parte da realeza.

No Reino Unido, é preciso obter uma autorização especial para utilizar determinadas palavras ligas à realeza em uma marca. Palavras como “real”, “realeza”, “duque”, “duquesa”, “príncipe”, “princesa”, “rei” e “rainha” são consideradas sensíveis, já que elas podem implicar uma ligação com a monarquia.

Nomes de membros da realeza ou das residências reais também precisam de autorização da rainha para utilização em marcas. De acordo com o site oficial da família real, o uso indevido dos títulos pode levar os consumidores a acreditarem que um produto está relacionado à monarquia, o que pode causar vários conflitos.

rainha discurso 1400x934 1119
WPA POOL/GETTY IMAGES

Isso não quer dizer que é proibido usar esses termos em marcas, mas sim que é necessário entrar com um requerimento para usá-los. Cada caso é analisado separadamente.

No caso de Harry e Meghan, não dá para saber exatamente o que motivou a proibição, mas há especulações de que a rainha não ficou satisfeita com a decisão do neto e de sua esposa de deixarem a realeza, apesar de publicamente ter demonstrado apoio.