Porto Futuro integra a área portuária ao desenvolvimento de Belém

Quem frequenta diariamente ou mora no entorno do Porto Futuro, próximo à zona portuária de Belém, já está na expectativa pela entrega à população do mais novo espaço de lazer, entretenimento e turismo da capital paraense, marcada para a próxima quinta-feira (13). O evento terá as participações do governador Helder Barbalho e do presidente da República, Jair Bolsonaro.

A estudante de Medicina Larissa Gonçalves, moradora da área, já vislumbra dispor de mais um local para a prática de esportes ao ar livre. “Tudo o que vem para embelezar a cidade é importante, principalmente para quem está vindo de fora, que quer conhecer Belém. Mas eu vejo que isso vai agradar mesmo pessoas que gostam de se exercitar em locais abertos, fazer caminhadas. É uma contribuição e tanto nesse sentido”, diz a universitária.

Localizado em frente ao Terminal Hidroviário de Belém, o Porto Futuro é resultado de um projeto iniciado em março de 2018 pelo Ministério da Integração Nacional, que à época tinha como titular Helder Barbalho. O empreendimento inclui a construção de uma ponte sobre o canal da Avenida Visconde de Souza Franco (Doca); a abertura da Rua Belém, ligando a Avenida Pedro Álvares Cabral à Travessa Rui Barbosa, e ainda a criação de estacionamentos, uma praça gourmet, um parque urbano e a reforma da Praça General Magalhães. O complexo turístico contará com restaurantes e áreas para realização de eventos, além de pistas de corrida e ciclismo, banheiros públicos, playground, wi-fi grátis e um lago artificial.

Integração – “Foi algo idealizado ainda em 2015, reconhecendo a importância desta região da cidade, da área portuária de Belém para o contexto urbano, para integrar esta área ao crescimento da cidade. Nós já imaginávamos que este espaço poderia ser utilizado como um novo ponto de encontro em nossa capital, reforçando a vocação do turismo, lazer, gerando emprego, gerando renda para a população. Fico feliz em ter colaborado com essa grande vitória para a cidade. Este é o primeiro passo, já que o contexto do projeto vai mais adiante”, explica o governador do Estado.

A localização é estratégica, a poucos metros da Baía do Guajará e no caminho para o centro histórico da capital paraense, que está entre as 20 principais cidades brasileiras em relação a conexões empresariais com três metrópoles nacionais – Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Brasília (DF).

Adolfo José, taxista há 25 anos no bairro do Umarizal, onde mora, trabalha no ponto em frente ao Terminal Hidroviário e acredita que o Porto Futuro valorizará ainda mais a área. “Precisamos ter coisas novas, e esse projeto deve mesmo marcar a beleza de Belém”, afirma.