Petroleiros vão vender gás de cozinha por R$ 40. Veja como comprar

Na próxima sexta-feira (14), o gás de cozinha será vendido a R$ 40, que é a metade do preço comercializado, por trabalhadores petroleiros de Belém. Realizada no terminal do polo petroquímico de Miramar, na rodovia Arthur Bernardes, a ação demarca a adesão do Sindicato dos Petroleiros do PA/AM/MA/AP à greve nacional, que já entra no seu 12º dia.

Desde 1º de fevereiro os trabalhadores iniciaram nacionalmente uma greve contra diversas medidas do governo Bolsonaro que atacam a categoria e a Petrobras estatal. Segundo o quadro nacional divulgado pela Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) na segunda-feira (10/02) já havia mais de 90 unidades operacionais em greve em 13 estados, sendo 40 delas plataformas marítimas.

Dentre as medidas denunciadas pelos petroleiros, estão a privatização de diversas áreas da companhia, como a BR Distribuidora e Liquigás (já vendidas), além de 8 refinarias e 12 terminais, 2 termelétricas e dezenas de outros ativos que estão em processo de privatização. Além disso, foi anunciado em janeiro o fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná, resultando na demissão de 1.000 empregados diretos e terceirizados.

Numa ação de busca denunciar a política de alinhamento dos preços dos combustíveis e gás de cozinha ao mercado internacional (“paridade de preço de importação”), o Sindipetro fará a venda de 200 botijões gás de cozinha a R$ 40, que seria aproximadamente o preço que cobriria o valor de custo de produção da Petrobras mais as despesas de envase e distribuição até o consumidor final.

Para a aquisição dos botijões, o Sindicato dos Petroleiros fará a distribuição de senhas por ordem de chegada, sendo a metade direcionada a moradores da região que sejam beneficiários do Bolsa Família e o restante a trabalhadores de empresas privadas da área industrial de Miramar.

Serviço

Ato da greve nacional dos petroleiros em Belém (PA)

Data: 14 de fevereiro, a partir das 6h

Local: Entrada do terminal de Miramar da CDP – Rodovia Artur

Bernardes com Avenida Camilo Salgado Filho