Parceria entre Segup e Canal Futura objetiva desenvolvimento social de jovens

Visando cada vez mais a proximidade e o diálogo com os jovens paraenses em vulnerabilidade social, a Secretaria Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) recebeu, nesta quinta-feira (17), por meio da Diretoria de Prevenção Social da Violência da Criminalidade (Diprev), a Maleta Futura, uma iniciativa do Futura – instituição educativa pertencente à Fundação Roberto Marinho – com participações de jovens de todo o país, consultores e o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds).

A parceria firmada com a Fundação Roberto Marinho e o órgão de segurança abrirá portas para que os agentes possam contribuir para o desenvolvimento integral de adolescentes e jovens junto com instituições, coletivos e escolas com foco na juventude, segurança pública e defesa social.

Representantes das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH) e a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (SEASTER) receberam as maletas com os kits e irão participar de capacitações realizadas por monitores do Futura, de forma remota.

A Maleta Futura consiste em um kit composto por uma seleção, em DVD, que tem como principais temas abordados o racismo, exploração sexual, homicídios e diversidade, temas retirados dos programas do acervo recente do Futura, além de indicações de outras fontes, como filmes, documentários e sites. Somam-se ao audiovisual: material impresso inédito; material temático de instituições parceiras; produtos lúdicos e educativos.

Equipes de órgãos estaduais vão trabalhar em parceria com o Canal Futura para a promoção social da juventudeFoto: Ascom / Segup

“Nós vamos pegar a experiência de cada representante que irá participar da formação, e iremos adequar à realidade de nossos jovens paraenses e assim traçar metas, decidir faixa etária, territórios, resultados e como iremos abordar os assuntos, e se possível adequar isso ao projeto Territórios pela paz”, destacou o coronel Jorge Aragão, diretor da Diretoria de Prevenção da Segup.

A primeira capacitação ocorrerá no plenário da Segup nesta sexta-feira (19), após, serão traçadas metas para que cada órgão apresente sua proposta de execução da maleta jovem. Cada representante ficará responsável por repassar os conhecimentos adquiridos aos demais membros dos órgãos que irão atuar diretamente com a juventude em diversos lugares do Estado.

De acordo com Helena Xavier, assistente social representante da Seaster, é necessário fazer um diagnóstico dos territórios e montar um plano de ação, pois cada órgão tem demandas específicas. “Para construir uma juventude harmoniosa precisamos ter essa proximidade, promover discussões, identificar as problemáticas dialogando diretamente com os jovens para podermos agir e combater cada deficiência e assim garantir que os jovens de agora possam levar esses conhecimentos para o futuro”, destacou ela.

O projeto terá duração de um ano e meio e essa é a primeira vez que trata temas de segurança pública. A proposta procura valorizar trajetórias pessoais, projetos de vida e a promoção social das juventudes, reforçando políticas públicas para garantia de direitos fundamentais dos jovens.