Parceria da UFPA com diferentes instituições do mundo é aprovada no edital Erasmus+ da União Europeia

Um projeto fruto de uma parceria da universidade UFPA com outras universidades ao redor do mundo foi aprovado no Edital Erasmus+ Capacity Building projects da Education, Audiovisual, and Culture Executive Agency (EAC), da Comunidade Econômica Europeia. Intitulado “Virtual Exchange to Tackle Wicked Problems: Latin American and European Collaboration on Education for Sustainable Development (VAMOS)”, o projeto busca criar uma expertise na Educação para o Desenvolvimento Sustentável com base no uso de tecnologias digitais de informação e comunicação.

Liderado pela Universidade de Uppsala, na Suécia, o projeto também tem participação da University of Padua (Università Degli Studi Di Padova), na Itália; Universidad Pedagógica Nacional Francisco Morazán; Technological, University of Honduras e National University of Forestry, em Honduras. No Brasil, além da UFPA, participam do projeto a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UTFPR).

“Como mencionado na proposta, objetivamos construir uma capacidade para colaboração internacional inovadora e aprendizagem conjunta, com foco em espaços de aprendizagem para Educação para o Desenvolvimento Sustentável (física + virtual) e para cursos virtuais de intercâmbio que abordem questões relacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, explica o professor Marcelo Bentes Diniz, do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, coordenador do projeto na UFPA.

Educação para o Desenvolvimento Sustentável

O projeto será executado por meio de diferentes ações, como workshops, treinamentos e capacitações a serem realizadas nas instituições de ensino e pesquisa integrantes, relacionadas à Educação para o Desenvolvimento Sustentável e Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação, que vão permitir a disseminação de material instrucional, boas práticas relacionadas aos ODS, entre outras ações para a comunidade universitária ao redor do mundo.

“A internacionalização possibilita a discussão de temáticas comuns que afligem diferentes países em diferentes estágios de desenvolvimento, tornando possível que nossos professores e pesquisadores se apropriem de tecnologias, inclusive sociais, e conhecimento acumulado nestas instituições, tornando-os agentes disseminadores de ações afirmativas em ensino, pesquisa e extensão e criando efeitos multiplicadores importantes para melhoria do bem-estar de nossa população amazônica, ao encontro da própria missão institucional da UFPA”, ressalta o professor Marcelo Diniz.

Ainda segundo o professor, esses editais internacionais são ferramentas importantes que possibilitam que instituições de ensino e pesquisa situadas em regiões mais deprimidas possam se integrar em redes de pesquisa com outras universidades de referência do exterior, facilitando a troca de experiências, a possibilidade de uma melhor capacitação e o acompanhamento de debates acadêmicos mundiais acerca de temáticas específicas.

Na UFPA, o projeto, que será executado entre os anos de 2021 e 2022, além do professor Marcelo Diniz, conta com uma equipe formada pelos professores doutores: Márcia Jucá Teixeira Diniz (ICSA); André Luiz Ferreira e Silva (ICSA); Sílvia Helena Ribeiro Cruz (ICSA); Raul Ivan Raiol de Campos (ICSA); Cláudio Fabian Szlafsztein (NAEA) e Ricardo Jorge Amorim de Deus (ICB).

Primeiras ações

Com a aprovação do edital, já está agendado, para setembro de 2021, um curso de treinamento e workshop na UFPA, em Belém, que terá como facilitador a UNICollaboration, organização que possui experiência em telecolaboração e intercâmbio virtual em nível institucional e na formulação de políticas.

Também estão programadas atividades em outras instituições, como um Encontro de Planejamento em San Pedro Sula, Honduras; Curso de Treinamento em Uppsala e Visby,  na Suécia; Curso de Treinamento e Workshop, em Padova, Itália; e seminários em Honduras,  e em Curitiba, no Brasil. Além disso, está prevista ainda a aquisição de equipamentos para a montagem de uma sala de ensino virtual na UFPA.