Obras no novo Pronto Socorro de Belém estão com 30% de execução

Gerenciado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), as obras no novo Pronto Socorro de Belém, no Km 9 da Rodovia Augusto Montenegro, alcança a execução de 30% dos serviços.

Na última quinta-feira (17), foi iniciado o serviço de concretagem de um dos compartimentos já fundados da construção. Atualmente, as obras estão com duas frentes de trabalho e mais de 200 operários para garantir o avanço dos serviços. A obra do Pronto Socorro é uma estratégia para aliviar os serviços em outras unidades e expandir o atendimento à população.

De acordo com o secretário-adjunto de obras, Arnaldo Dopazo, “o Governo do Pará está executando as obras do novo Pronto Socorro de Belém com a intenção de desafogar os dois pronto-socorros da capital paraense: o Guamá e o da 14 de março.  Além de ser estrategicamente localizado, descentralizado, vai atender a região do entorno dos bairros do Benguí, Mangueirão, o distrito de Icoaraci e Outeiro. Atualmente, concluímos as fundações dos blocos e estamos na execução da parte do nível térreo do primeiro módulo da concretagem”

No momento, são executadas as fundações de todos os prédios e a armação das ferragens e concretagemFoto: DivulgaçãoNo momento, são concluídas as fundações de todos os prédios e segue em execução a parte de armação das ferragens e concretagem do primeiro módulo do hospital. A nova unidade hospitalar será direcionada para atender casos de urgência e emergência, tornando-se mais um ponto estratégico e de referência para o atendimento à população.

O espaço irá dispor de 110 leitos em uma área total construída em torno de 28.595,00 metros quadrados, em três níveis: térreo, pavimento superior e subsolo de estacionamento. O adjunto de obras da Sedop, ressalta, ainda, que estão sendo construídas e preparadas estruturas modernas para melhor atender a população.

“O pronto socorro de Belém será um dos mais modernos, tendo uma ala de urgência e emergência e uma unidade hospitalar que vai ofertar 110 leitos, sendo uma área construída em torno de vinte mil metros quadrados com térreo, pavimento superior e subsolo para estacionamento”, finalizou *Arnaldo Dopazo.

Com recursos oriundos do Governo do Estado, de mais de R $145 milhões de reais, a previsão de conclusão da obra é de 20 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui