Museus do Estado reabrem nesta sexta-feira (24)

Com a retomada gradual das atividades em algumas regiões do Estado, os espaços que compõem o Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM) se preparam para reabrir as portas nesta sexta-feira, (24) a partir das 9h. Para fazer o retorno com o máximo de segurança aos visitantes e servidores, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), determinou as medidas que cada museu deverá seguir.

Os espaços irão funcionar das 9h às 16h, de terça a domingo, durante o período em que vigorarem as normas de enfrentamento da pandemia, com exceção do Museu de Gemas, que abrirá das 10h às 16h, de terça a sábado, e das 10h às 14h aos domingos. Entre as medidas adotadas, estão o uso obrigatório de máscara nos ambientes internos, disponibilização de álcool em gel e a visitação em grupo limitada a um determinado número de pessoas, de acordo com a capacidade de cada espaço. O visitante deverá sempre higienizar as mãos na recepção, ficar de posse dos seus pertences e respeitar o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas nas salas de exposição.

No Museu de Arte Sacra, na Igreja de Santo Alexandre, será permitido grupo de até 10 pessoas e o tempo máximo de visitação será de 40 minutos. Na Casa das Onze Janelas, poderão entrar até cinco pessoas por vez na Sala Ruy Meira (30 minutos) e, no máximo, 15 pessoas no Piso Superior (40 minutos); e tanto no Museu Amazônico da Navegação quanto no Museu do Encontro, no Forte do Presépio, a lotação será de, no máximo, cinco pessoas (30 minutos).

No Museu do Círio e no Museu de Gemas, os grupos serão de até sete pessoas, com visitações de 30 e 40 minutos, respectivamente. Já o Museu do Estado do Pará permanece em reforma, com previsão para abrir somente em outubro.

“Mesmo que o calendário regular tenha sido alterado, muitas famílias estão em período de férias e a reabertura dos espaços de fruição cultural e de lazer já é uma expectativa da população”, destacou a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, que frisou ainda a importância de todos seguirem as normas. “Estamos sendo bastante criteriosos nessa reabertura gradual. Contamos com o bom senso da sociedade, lembrando que nossas equipes de mediação nos espaços expositivos e de segurança estão orientadas a exigir o cumprimento estrito das regras sanitárias”.

Armando Sobral, diretor do SIMM, explica que o planejamento para a reabertura dos museus já vem sendo feito há mais de um mês, baseado nas orientações do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e na experiência de outros espaços museais pelo mundo. “Com a organização de pequenos grupos, uma orientação bastante rigorosa e fluxos pré-definidos para evitar maiores aglomerações, esperamos minimizar as longas esperas para visitação e garantir a segurança de todos”, reitera o diretor.

Grupos prioritários – Pessoas com deficiência (PCD), idosos ou indivíduos que apresentem algum tipo específico de vulnerabilidade terão prioridade nos espaços. O ‘Domingo da Acessibilidade’ (2º domingo de cada mês) também voltará a acontecer, com intérpretes de libras e audiodescrição de obras do acervo. Para estudantes, pesquisadores ou grupos que precisem de mais tempo de permanência para desenvolver estudos, a orientação é que façam agendamento prévio, por meio de ofício contendo justificativa, que deve ser enviado para [email protected].

Serviço:
Reabertura dos Museus do Estado (sexta-feira, 24)
Visitação de terça a domingo, das 9h às 16h
Ingresso: R$ 4 (preço único)
Acesso gratuito a pessoas a partir de 60 anos, PCDs, crianças até 12 anos, professores e estudantes com identificação atualizada.