Município realiza debate sobre atuação integrada de assistentes sociais nas escolas

Para fortalecer a atuação dos assistentes sociais de forma integrada em diversos setores da educação, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) promoveu uma roda de conversa com os profissionais do serviço social, que atuam no Núcleo de Atenção à saúde do Trabalhador (Nast), Coordenação Integrada de Educação e Saúde (Cines), Centro de Referência em Inclusão Educacional Gabriel Lima Mendes (Crie) e Bora Belém na Educação.

Sob o tema “Serviço Social na educação básica: perspectiva e desafios na atuação profissional do assistente social na atual conjuntura”, o curso ocorreu nesta terça-feira, 31.

Integração e expansão

A titular da Semec, Márcia Bittencourt, lembrou durante a abertura do curso, que o Dia do Assistente Social transcorreu no dia 15 de maio e parabenizou os profissionais.

Ela também destacou que o assistente social tem diversas possibilidades de atuação na rede e, principalmente, produzir conhecimento científico.

“Temos muita coisa para fazer para mudar a história da educação. Queremos um trabalho coletivo, integrado pela necessidade de cuidar desde os berçários até os idosos. Mas também para vocês, com qualidade de vida, pensando na regulamentação da profissão”, destacou a secretária.

O encontro foi conduzido pela assistente social, Glenda Oliveira, da Coordenação Integrada de Educação e Saúde (Cines) e contou com a participação de Olga Tabaranã, presidente do Conselho Regional de Serviço Social (CRESS/PA) e do assistente social Francisco Neto, do Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Serviço Social e Política Social na Amazônia (GEPSS/UFPA).

“Temos muito a caminhar, mas é histórico ver o reconhecimento deste profissional na educação. Ter dado o primeiro passo é extremamente significativo”, afirmou Olga Tabaranã.

O cenário político foi o tema trazido pelo assistente social Francisco Neto, do Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Serviço Social e Política Social na Amazônia (GEPSS/UFPA). Ele fez um apanhado histórico sobre a atual realidade de atuação dos profissionais de serviço social.

Panorama – A Prefeitura de Belém começa a por em prática a Lei 13.935/2019, que determina a inserção dos profissionais da psicologia e do serviço social para auxiliar no ensino-aprendizagem no ambiente escolar. Este é um compromisso firmado pelo prefeito Edmilson Rodrigues. São 20 anos apoiando a luta das categorias em defesa de uma educação pública de qualidade e socialmente referenciada como direito de

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui