Laboratório de Inteligência da UFPA ganha reconhecimento por todo Brasil

Game criado com a proposta de aplicar elementos lúdicos
Game criado com a proposta de aplicar elementos lúdicos

Pesquisadores são convidados para realizarem palestras e mostrarem os resultados no campo da computação

O Laboratório de Inteligência Computacional e Pesquisa Operacional, (Linc) da Universidade Federal do Pará desenvolveu no final do ano passado, um game chamado ChromosNautics, que tem o objetivo de auxiliar no diagnóstico de discromatopsia, popularmente chamada de daltonismo, deficiência visual predominante em cerca de 8% da população mundial, que pode ser caracterizada pela confusão para identificar diferentes frequências do espectro de cores. O jogo tem a proposta de aplicar elementos lúdicos empregados em games para tornar o diagnóstico de daltonismo menos dependente dos testes tradicionais.
Esse é apenas um dos muitos projetos idealizados pelo Linc, que é associado à Faculdade de Engenharia da Computação e Telecomunicações (FCT) do Instituto de Tecnologia (ITEC) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Os trabalhos variam entre diversas áreas, como telecomunicações, agroindústria, energia, saúde e segurança Laboratórios de Pesquisa. O Linc tem como objetivo gerar soluções e avanços, motivados pelos problemas e aplicações do “mundo real”, na pesquisa e implementação de modelos matemáticos, estatísticos e de inteligência computacional para a geração de conhecimento.
Essas descobertas sempre são compartilhadas em eventos dentro e fora do estado ou até mesmo do país. Recentemente, o Linc participou de um evento em Manaus, no Amazonas. Os professores Antônio Jacob, Fábio Lobato e Márcia Fontes tiveram a oportunidade apresentar suas descobertas e pesquisas. Segundo o professor Antônio Jacob Jr, o Linc conta com uma equipe de cinco pesquisadores doutores, cinco doutorandos, três mestrandos e 10 graduandos. Ainda mantém parcerias com instituições públicas e privadas, tais como: CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), SEDECT (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ciência e Tecnologia), FAPESPA (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará), Companhia Vale do Rio Doce, Eletronorte, Grupo Rede Energia.

Atuação

O Laboratório atua em duas principais áreas. A primeira é investigar novos modelos, bem como aprimoramentos, para sistemas e algoritmos, nas áreas de matemática, otimização e inteligência computacional. A segunda área é prover logística para o meio público e profissional, através do desenvolvimento de sistemas e metodologias para suporte à decisão, permitindo, particularmente, identificar padrões, realizar predições e inferir cenários e comportamentos para análise e diagnóstico.
Seguindo suas áreas de atuação e know-how especializado, o grupo de pesquisa do Linc realiza consultoria e desenvolvimento de sistemas nas seguintes linhas: Sistemas de Suporte à Decisão; Mineração de Dados; Inteligência de Negócios (Business Intelligence); Gestão do conhecimento e Controle inteligente; Otimização e logística para planejamento, monitoramento e manutenção.

Outros laboratórios

Projetos de alta tecnologia são criados no Linc
Projetos de alta tecnologia são criados no Linc

LCT – O Laboratório de Computação e Telecomunicações (LCT) é um Laboratório associado à Faculdade de Engenharia da Computação e Telecomunicações (FCT) do Instituto de Tecnologia (ITEC) da Universidade Federal do Pará (UFPA) e ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia – Comunicações sem Fio (INCT-CSF). O LCT tem por objetivo exercer atividades de ensino e pesquisa em graduação e pós-graduação, desenvolver projetos e prestar serviços nas áreas relacionadas com aplicações em telecomunicações, e conta com a cooperação de vários parceiros nacionais e internacionais.

LEA – O Laboratório de Eletromagnetismo Aplicado (LEA) é um Laboratório associado à FCT e à Faculdade de Engenharia Elétrica (FEE) do Instituto de Tecnologia (ITEC) da Universidade Federal do Pará (UFPA). O LEA tem por objetivo exercer atividades de ensino e pesquisa em graduação e pós-graduação, desenvolver projetos e prestar serviços nas áreas relacionadas com aplicações em telecomunicações, e conta com a cooperação de vários parceiros nacionais e internacionais.

LPRAD – O Laboratório de Planejamento de Redes de Alto Desempenho (LPRAD) é um laboratório associado à FCT do Instituto de Tecnologia (ITEC) da Universidade Federal do Pará (UFPA). O LPRAD se constitui no primeiro laboratório de última geração em tecnologias de redes de telecomunicação da região amazônica. Exerce atividades relacionadas com as diversas tecnologias de redes (cabeadas e sem fio) sob uma ótica de planejamento visando otimizar ser desempenho. Através da utilização de ferramentas de modelagem e simulação é possível modelar uma rede de forma completa com todos os equipamentos. Através de simulação, é possível identificar problemas que podem estar ocorrendo com essas redes (queda de conexões, lentidão, gargalos, etc), situações de uso inadequado e propor estratégias de melhorias para as mesmas.

(*) Publicado originalmente na edição 170 da Revista Pará+.