Janeiro de 2022 apresenta o melhor índice de redução nos crimes violentos dos últimos 10 anos no Estado

Os índices de criminalidade no Estado do Pará apresentam redução histórica no mês de janeiro deste ano. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), nesta sexta-feira (11), após comparar os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que incluem os casos de homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. A análise feita pela SIAC constatou que no período de 1° a 31 de janeiro houve queda de 23% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais em todo o Estado, em comparação ao mesmo período do ano de 2021.

Os indicativos representam a preservação de 53 vidas, visto que o número de (CVLI) reduziu de 234, em 2021, para 181 registros de ocorrência este ano, representando a maior redução na linha histórica em todo o Estado, considerando todos os meses de janeiro desde 2010.

Foto: Rodrigo Pinheiro / Ag.ParáSegundo o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado, a segurança pública do Pará está intensificando as frentes de trabalho de forma integrada por meio dos órgãos do Sistema de Segurança Pública, sendo uma delas, a desarticulação de grandes organizações criminosas, por meio da descentralização de ações em todas as regiões, garantindo assim, a redução na criminalidade em todo o estado.

“Alcançamos reduções históricas esse mês de janeiro, e o desafio para os próximos meses, é obtermos resultados positivos e ainda melhores. Ressaltamos que a Integração dos órgãos com ações de repressão qualificada, forte presença policial nas ruas e controle prisional, favorece cada vez mais os resultados positivos apresentados. Além disso, todos os investimentos feitos pelo Governo do Estado, tanto físicos como humanos, por meio da capacitação e valorização dos servidores, tem garantido a redução na criminalidade tanto na Região Metropolitana, quanto no interior do estado”, ressaltou o titular da pasta de Segurança Pública do Pará.

Foto: Rodrigo Pinheiro / Ag.ParáHomicídios

Ainda de acordo com os números de violência divulgados pela Secretaria de Segurança, também foi computada, neste mês de janeiro, uma redução de 21% nos índices de homicídios, em relação ao mesmo período do ano de 2021, onde foram computados 223 casos, já este ano foram contabilizadas 176 ocorrências do mesmo crime, o que representa 47 vidas preservadas.

Outros números

Além dos crimes violentos, os dados consolidados também apontam redução nos crimes de roubo e furto, em todo o Estado. De 1º a 31 de janeiro de 2022, quando comparados com o ano de 2020, o Estado alcançou queda de 28% e 17%, respectivamente, nos índices. Outro delito que teve redução de 100% em janeiro de 2021 e manteve a estabilidade este ano foi à prática do roubo a banco, o qual não contabilizou nenhum registro.

Foto: Rodrigo Pinheiro / Ag.ParáReferência Nacional

De acordo com a avaliação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Pará atingiu 19,44, de um total de 20 pontos, nota máxima aplicada pelo 15º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Sendo considerado, o 2º estado a apresentar menor discrepância nos dados apurados, quando confrontados com as informações do Ministério da Saúde, relacionados ao trabalho de análise, mapeamento e divulgação dos indicativos e índices de criminalidade, desenvolvidos por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), os quais privilegiam a transparência na informação e apuração de dados estatísticos, a fim de traçar metas e planejamentos para reforçar a atuação da Segurança Pública no enfrentamento à criminalidade no Estado.

Ações e estratégias

O Governo do Pará, por meio da Segup, continua desenvolvendo ações de investimento intensivo na área da segurança pública para dar maior suporte aos agentes e as forças de segurança, visando continuar combatendo, de forma mais eficaz, a criminalidade em todos os municípios do Estado. Nos três últimos anos de gestão, estão sendo feitos investimentos históricos, como aquisição de câmeras com inteligência artificial, veículos aéreos remotamente pilotáveis (drones), a instalação do novo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), ampliação da atuação do Graesp, assim como, já foi viabilizada a troca de novas viaturas, de coletes balísticos, equipamentos de visão noturna, além de novas lanchas, sendo uma blindada para coibir o crime em todas as regiões do Estado. Além do aumento do efetivo por meio de concursos públicos.

Além disso, a Segurança Pública está garantindo às metas de queda dos índices de criminalidade, através da atuação da Inteligência somada a integração entre os órgãos de Segurança, os quais também estão recebendo investimentos e capacitação, para atuação diária nas operações de combate à criminalidade. A exemplo da Operação “Polícia mais forte” da Policia Militar, que identifica pontos e horários que poderiam ser vistos como vulneráveis e a instalação de Pontos Estratégicos Base, em horários e locais previamente identificados. Bem como, ações da Polícia Civil, através das investigações qualificadas que resultam em ações para cumprimento de mandados judiciais, além da agilidade nas perícias para elucidação de forma ágil, de crimes cometidos e que antes não eram solucionados.

Descentralização

Um das ações que tem contribuído para os resultados positivos é o projeto “Segurança por todo o Pará”, o qual objetiva descentralizar a gestão da segurança pública nas regiões integradas, já iniciando com a segunda fase com a operacionalização dos planos táticos operacionais em todas as regiões do estado.

“A segurança Pública do Pará vem recebendo investimentos ao longo dos últimos três anos, e este ano vamos aprimorar as ações por meio do emprego de novas tecnologias, melhorando assim, as condições de trabalho dos nossos agentes e todas as ações executadas por eles, sempre focando no que há de mais moderno no mundo e trazendo para a segurança pública do nosso estado. Com isso vamos continuar garantindo a desarticulação de organizações criminosas, focando na redução na violência, resguardando vidas, oferecendo um serviço de qualidade a população”, enfatizou o secretário Ualame.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui