Inscrições para o Fies 2020.2 serão abertas a partir do dia 30 de junho

Os estudantes que desejam se candidatar ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e ao Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), para o segundo semestre de 2020, terão entre os dias 30 junho e 3 de julho para realizar a inscrição. Nesse período, os alunos que desejam financiar um curso de graduação em uma instituição privada podem consultar as opções disponíveis e utilizar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para garantir a participação no processo seletivo.

O Ministério da Educação (MEC) deverá publicar o edital para que as instituições de ensino superior se associem aos programas e divulguem as opções de cursos e a quantidade de vagas que estarão disponíveis para o Fies 2020.2. Para se inscrever nos programas, os candidatos devem preencher alguns requisitos, como por exemplo, ser brasileiro, ter realizado alguma prova do Enem a partir de 2010 e obtido uma média igual ou superior a 450 pontos na soma das provas objetivas. Além disso, para concorrer às vagas os candidatos não podem ter zerado a redação.

Outro critério importante é a renda familiar per capita. Para disputar na modalidade Fies, o rendimento deve ser de até três salários mínios. Para o P-Fies, a renda deve ser de, no máximo, cinco salários mínimos.

Entenda o financiamento estudantil

Os estudantes que conseguem financiar a graduação através do Fies ou P-Fies só pagam a parte custeada pelo governo depois que concluírem o curso.

O pagamento é feito em parcelas fixas, determinadas pelo contrato feito durante a inscrição no programa de financiamento. A renovação do Fies deve ser feita em todos os semestres através do aditamento. Esse processo geralmente é feito pela internet, mas quando há necessidade, é preciso comparecer à agência bancária onde o contrato foi efetuado.


Bolsa de estudo para faculdade

As bolsas de estudo têm sido uma alternativa bastante vantajosa para os estudantes que não querem se preocupar em pagar as mensalidades da faculdade depois da formatura. Por isso, o Programa
Programa Universidade para Todos (Prouni) também terá inscrições abertas para 2020.2. Mas para concorrer a uma vaga pelo programa é preciso ter feito o Enem e estar inserido nos critérios do regulamento. Caso não se enquadre nos requisitos ou não tenha feito o Enem, é possível conseguir ingressar em um curso superior com bolsa de estudo do Educa Mais Brasil.

Esse programa é de iniciativa privada e possui parcerias com diversas instituições de ensino, como faculdades, centros universitários e universidades do país. O Educa fornece bolsas de estudo com descontos de até 70%, para brasileiros que não têm como pagar o valor integral das mensalidades. As inscrições podem ser realizadas em qualquer período do ano de forma gratuita no site do Educa Mais Brasil.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil