Guardas municipais de Belém recebem formação de segurança cidadã e enfrentamento ao racismo

A 1° Formação Permanente Para Guarda Municipal de Belém conta com a participação de 30 guardas municipais.

“Combater todas as formas de preconceito é extremante necessário e nós da segurança pública municipal temos um papel fundamental de aprender, compatibilizar o respeito aos direitos de todos, ser eficiente no papel que nos cabe como guardas, e ainda sermos mediadores, pacificadores e engajadores na luta antirracista”, proferiu o inspetor geral da Guarda Municipal de Belém, Joel Monteiro, durante a aula inaugural da 1ª Formação Permanente pra Guardas Municipais de Belém, com ênfase na segurança cidadã e o enfrentamento ao racismo.

A aula ocorreu na manhã desta quarta-feira, 25, no auditório do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania. O curso realizado pela Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Coordenadoria Antirracista de Belém (Coant), objetiva promover a erradicação do racismo, reduzir os índices de violência em Belém e também de trazer uma reflexão sobre as questões raciais.

Educação para redução da violência racial

A titular da Coant, Elza Rodrigues, entende que levar para dentro das instituições municipais o debate antirracista de forma educacional vai ajudar a reduzir os índices de violência racial.

“Através da compreensão e percepção do racismo que iremos viralizar o antirracista. A nossa gestão tem um compromisso de estabelecer e aplicar dentro das entidades, que inclui a GMB – que tem como missão fazer a segurança de todos -, políticas de combate à desigualdade racial, incluindo as temáticas de inclusão, diversidade e de outras naturezas” informa Elza.

A aula inaugural contou também com as palestras com os temas: Vidas negras e indígenas importam e Perfil socioeconômico dos casos de racismo na Polícia Civil, explanadas respectivamente pela professora ativista pelos direitos da população negra, Zélia Amador de Deus e pela assistente social da Polícia Civil, Carmen Alfaia.

A mesa de abertura do curso foi presidida pelo inspetor geral da GMB e pela coordenadora da Coant, além de contar com a presença da ouvidora do município de Belém, Márcia Kambeba e da defensora pública, Rose Mary dos Reis, entre outros representantes.

A 1ª formação de enfrentamento ao racismo na GMB vai capacitar 30 guardas municipais e se estende até a sexta-feira, 27, totalizando 12h/aula.

Programação de aulas:

26/05- Racismo Ambiental /Religioso e Territorial

Local: Auditório da Guarda Municipal de Belém, 9h às 12h

27/05- Leis de Combate ao Racismo

Local: Auditório da GMB, 9h às 11h

Construindo Redes de Enfrentamento ao Racismo

Local: Auditório da GMB, 11h às 13h

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui