Governo auxilia na construção de pontes e assistência às famílias no município de Ourém

O município de Ourém, localizado no nordeste paraense, foi o mais atingido pelas fortes chuvas ocorridas no último final de semana. Enxurradas e alagamentos foram registrados em diversos bairros da cidade e em áreas rurais. Para o final de semana, de acordo com a previsão climatológica da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) as chuvas ocorrerão de forma leve a moderada, apontando uma tendência de redução do volume do rio. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira, 26, pelo Núcleo de Hidrometeorologia da Secretaria.

De acordo com Antonio Sousa, meteorologista da Semas, em Ourém, as chuvas devem ocorrer em horários específicos. “Para o município de Ourém e municípios vizinhos, entre sexta-feira e sábado, principalmente entre o final da tarde e o período da noite, esperam-se chuvas em formas de pancadas, com intensidades leves a moderadas”, explicou.

Foto: Alex Ribeiro / Ag. ParáNesta quinta-feira, já foi possível observar uma redução no volume de água do rio. A concha acústica localizada na orla da cidade foi parcialmente encoberta pela água e hoje já começa a ser vista em sua quase totalidade. O diretor de esportes municipal, Robson Reis, recorda como percebeu que a água já tinha tomado conta do espaço. “Nós estávamos em um evento, quando o vigia ligou, quase meia noite, informando que o rio estava enchendo de forma muito rápida. Foi quando nós viemos até o local, mas não conseguimos chegar com o carro próximo porque o rio já tinha subido bastante e muito rápido, só deu pra tirar três computadores e uns documentos com as inscrições do campeonato de beach soccer que acontecerá no final de junho, foram as únicas coisas que consegui salvar”, lembra.

Com a diminuição do volume das águas, aumenta a esperança e o trabalho para colocar o trabalho em ordem. “A gente tá feliz pela água ter baixado, mas também um pouco triste pelos danos que nos foram causados com essa forte enchente que teve. Ao entrar em dois camarins, que ficam aqui na concha acústica, já foi possível observar que tivemos prejuízos com documentos, refletores, reatores, que fazem parte da Secretaria de Esportes. Nos outros quatro, ainda não foi possível contabilizar os prejuízos. Agora estamos dando uma geral na Secretaria e pretendemos nos organizar em outro local para poder dar continuidade no nosso trabalho. É vida que segue”, acrescentou Robson Reis.

Foto: Alex Ribeiro / Ag. ParáNorte e Nordeste paraense 

As chuvas se dão por conta da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) que ainda influência nas chuvas da região em interação com variações na pressão atmosférica vindas nos ventos de leste, favorecendo a ocorrência de pulsos da ZCIT atuando em algumas áreas da faixa Norte do Estado. De sexta-feira a domingo, para a região Nordeste do Pará, a previsão indica ocorrência de chuvas em diversos pontos.

Já na faixa litorânea, os maiores volumes devem ocorrer entre sábado e domingo. A nebulosidade irá variar entre parcialmente nublado e nublado, com momentos de encoberto entre o final da tarde e durante a noite. Temperaturas máximas de até 32ºC e mínimas de 22º

Assistência

O Governo do Estado segue cadastrando as famílias atingidas por alagamentos e enxurradas, sobretudo, no município de Ourém, o mais afetado na região. A depender das necessidades dos grupos familiares, eles vão receber cestas de ajuda humanitária, kit dormitório, kit de higiene e água mineral. O cadastro também vale para o Programa “Recomeçar”, que atende as famílias em situação de vulnerabilidade social.

Segundo a Prefeitura Municipal de Ourém, 16 áreas rurais e duas áreas urbanas foram afetadas pelas inundações. O governador do Estado, Helder Barbalho, esteve no município no último sábado (21), e designou o destacamento de equipes do Corpo de Bombeiros, da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, e da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) para Ourém, para fazer a análise da situação e, consequentemente, o cadastro dos dados das famílias atingidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui