Fundação Casas Bahia integra rede de apoio ao Programa Mães da Favela no Pará

Em apoio ao programa Mães de Favela ON, idealizado pela Central Única das Favelas (CUFA), a Fundação Casas Bahia, responsável pelo investimento social da Via Varejo, realiza a doação de 5 mil chips de celular com acesso à internet ilimitada por seis meses

A Fundação também entra como apoiadora do Programa Mães da Favela com a doação de mil vales alimentação digitais. No total, as doações beneficiam mais de 5 mil mulheres que sustentam sozinhas suas famílias. No estado, a CUFA já soma mais de 14 mil cestas entregues para 700 mulheres.

Mães da Favela ON

Com o desafio de democratizar o acesso e dar ferramentas para que essas comunidades também retomem suas atividades superando o isolamento digital, a Central Única das Favelas (CUFA) lançou no final de setembro o Mães da Favela On. Considerado o maior projeto de conectividade em favelas já feito no Brasil, tem como objetivo conectar 2 milhões de pessoas até julho de 2021.

Os primeiros pontos de wifi foram instalados nas favelas da Rocinha (RJ), Heliópolis e Brasilândia (SP) e mais 20 pontos de internet livre foram distribuídos em 150 grandes favelas e chips da empresa Alô Social (em parceria com a TIM) foram entregues para as 500 mil mães previamente cadastradas. O programa contou com a coordenação de curadoria da Unesco para a seleção de conteúdos de educação e empreendedorismo na plataforma.

Sobre a Fundação Casas Bahia

Com o propósito de fortalecer comunidades e contribuir para a transformação social, a Fundação Casas Bahia desenvolve e apoia iniciativas que promovem a capacitação e o fortalecimento de negócios locais e de geração de renda nas periferias. A organização também atua na valorização do protagonismo de organizações sociais e a difusão de expressões culturais. Responsável pelo investimento social da Via Varejo – que administra Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com, a Fundação acredita que é na base do diálogo, da confiança e do trabalho em rede que contribuímos com as pessoas e com o nosso país. Com base nesses conceitos, devemos e podemos fazer um mundo diferente, onde cada um tenha a oportunidade e a liberdade de ser tudo o que pode ser.