Frente Parlamentar Mista da Saúde reforça pedido de ações emergenciais aos municípios do Baixo Amazonas no Pará

A Frente Parlamentar Mista da Saúde (FPMS), composta de deputados e senadores, encaminhou ofício no sábado (23) ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, reforçando o pedido de ações emergenciais ao estado do Pará, em especial aos municípios do Baixo Amazonas, que enfrentam uma situação de pré-colapso da rede de saúde no enfrentamento à pandemia do Coronavírus. A presidente do colegiado, Carmen Zanotto, também é relatora da Comissão Externa de Enfrentamento à COVID-19 na Câmara dos Deputados.

O governo do Pará colocou a região do Baixo Amazonas, que engloba 13 municípios e que são vizinhos ao Estado Amazonas, em situação de bandeira vermelha, devido ao aumento exponencial de casos de Coronavírus na região e que já tem pressionado o sistema de saúde, que sofre com falta de equipamentos, com a iminência de falta de oxigênio, insumos, medicamentos e até de pessoal.

“Considerando as dificuldades logísticas enfrentadas pelos municípios desta região e a necessidade de atuação antecipada a crises como a que ocorre no Estado do Amazonas, reforçamos o pedido de atenção especial aos aspectos relatados com articulação tripartite visando mitigar a situação existente”, diz o documento da Frente Parlamentar Mista da Saúde, assinado pela presidente do colegiado, deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania/SC) e pelo vice presidente, deputado Eduardo Costa (PTB/PA).

Além da FPMS, a Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde), presidida por Breno Monteiro, também manifestou preocupação com a situação do Pará. Na sexta-feira foram registrados 1.232 óbitos por Covid-19 na região. Esse número subiu para 1.246 mortes até sábado (23).

Dados do Boletim COVID-19 em https://www.covid-19.pa.gov.br

Sobre a Frente da Saúde

A FPMS é um órgão suprapartidário composto por mais de 200 parlamentares entre deputados e senadores de vários partidos e presidida pela deputada Carmen Zanotto/Cidadania SC. O colegiado acompanha as matérias legislativas, atua para o aperfeiçoamento da legislação, apoia e incentiva projetos inovadores, fortalecedores e sustentáveis, capazes de melhorar e garantir uma maior operacionalidade do Sistema Único de Saúde e dos demais serviços suplementares relacionados à saúde dos cidadãos

A FPMS também atua como um canal de interlocução entre as instituições, interagindo e convergindo esforços com o governo federal e demais poderes, corpos diplomáticos, a iniciativa privada e a sociedade civil organizada. A Frente da Saúde auxilia ainda o governo brasileiro no enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do Coronavírus, buscando reduzir os impactos sociais, econômicos, políticas, institucionais e diplomáticos, durante e após a pandemia, em prol da recuperação e desenvolvimento.