Festival Psica promove formação cultural gratuita de jovens da periferia

O Festival Psica está com as inscrições abertas e gratuitas para projeto de formação cultural para jovens periféricos, o “Motins – ImaginAções kbanas, o Norte é nosso Norte”. O evento será realizado entre os dias 14 e 16 de dezembro, em Belém, e envolve mesas, debates e oficinas, com temáticas sobre arte, música e produção cultural. A iniciativa abre oficialmente o festival, que, de 17 a 19 de dezembro, traz nomes como Elza Soares, Chico César e Karol Conká para um mega evento no estacionamento do Shopping Grão-Pará.

De acordo com Jeft Dias, coordenador da Psica Produções, o objetivo da ação é profissionalizar jovens da periferia da Grande Belém para trabalhar com cultura. “Um ‘motim’ precede uma rebelião. É preciso do motim para que aconteça a mudança. O festival sempre teve uma programação formativa, mas agora ganhou um nome que vamos assumir daqui para frente. Batizado de ‘Motins’, esse evento busca formar e chamar a atenção do jovem periférico da Amazônia para o mercado cultural. O ‘Motins’ é uma forma de semear uma revolução cultural no estado”, diz.

Nos três dias de ação, os espaços discutem temas como decolonialidade, territorialidade, comunicação periférica, justiça climática, videoclipes feitos na periferia, entre outros. Mesas, debates e oficinas serão divididas entre os espaços Gueto Hub, no Jurunas, Espaço Cultural Nossa Biblioteca, no Guamá, e Lab Cidade, no Reduto, dialogando com a comunidade ao redor, que terá prioridade nas inscrições. A maiora dos convidados é formada por artistas, produtores culturais e profissionais negros com vivências periféricas e interioranas que dão uma visão particular sobre as artes da Amazônia.

A fotógrafa Nay Jinkss, uma das artistas confirmadas na programação, também assina a idealização de mesas e oficinas do Motins. “É uma programação diversa, reflexo da diversidade presente no Festival Psica. A mesa ‘Decolonialidade: Onde estão os corpos pretos na fotografia e nas artes visuais?’, por exemplo, propõe que se repense narrativas além dos estereótipos que a nossa sociedade impõe para a arte. Para discutir isso, vou trazer Isabela Chaves, estudante preta de cinema da UFPA, Moara Tupinambá, uma artista visual indígena, e o Mauro Joaquim, um artista visual trans, que irão dar suas percepções de como seus atravessamentos, sejam eles sexuais, de gênero ou racial, refletem em sua arte”, explica.

As inscrições o “Motins – ImaginAções kbanas, o Norte é nosso Norte” são gratuitas e com vagas limitadas, feitas pela internet através do link . Os inscritos passarão por uma seleção que favorece o público periférico, preto, LGBTQIA+ e de origem indígena. Os participantes selecionados deverão apresentar declaração ou cartão de vacinação com vacinação completa para participação nas atividades do Motins.

O FESTIVAL: Já considerado o maior Festival Psica da história, a nona edição do evento apresenta seis dias de programação com 42 shows que celebram a música preta brasileira, especialmente a afro amazônica. O evento será realizado entre os dias 14 e 19 de dezembro, no estacionamento do Shopping Bosque Grão-Pará, em Belém, com shows de Elza Soares & Renegado, Chico César, Karol Conká, Black Alien, Marina Sena, Tasha & Tracie, Potyguara Bardo, Nic Dias + Vandal, entre outros, que se dividem em três palcos, além da aparelhagem Gigante Crocodilo Prime, que será montada no evento com toda a estrutura.

Serviço: Formação cultural Gratuita de Jovens da Periferia da Grande Belém: inscrições

abertas desde o dia terça, 07 de dezembro, até completarem as vagas pelo link AQUI.

Acompanhe novidades sobre a programação das atividades nas redes sociais do evento

(Instagram).

Texto: Assessoria de Imprensa (91) 983531375 e (91) 981099565

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui