Exposição ‘Sagrado’ leva diversidade para o Museu de Arte Sacra

Como parte da programação do Preamar da Fé, uma iniciativa do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), o Museu de Arte Sacra vai receber, a partir desta terça-feira (6), a exposição ‘Sagrado’, na Igreja de Santo Alexandre. A programação marca a abertura da Estação 3 no cortejo pelos espaços culturais do Estado.

Trazendo uma reflexão sobre o que é o termo sagrado, presente em diversas sociedades, a exposição coletiva vai reunir os acervos do Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM) e de vários artistas, com obras que traduzem o diálogo entre o cristianismo, cultura afrobrasileira e indígena. Entre os elementos expostos, terão destaque objetos litúrgicos, ex-votos, fotografias e instalações artísticas e contemporâneas.

Para o diretor do Museu de Arte Sacra e integrante da equipe de curadoria, Emanoel Franco, a mostra foge do habitual. “Essa exposição é um marco para um projeto de renovação de todo acervo do Museu de Arte Sacra. Com ela, novas vertentes entrarão como elementos também importantes entre as obras presentes nesse espaço museal”, explica.

De acordo com Dayseane Ferraz, pesquisadora do SIMM e uma das curadoras, a instalação procura, entre outras coisas, respeitar a pluralidade religiosa. “Buscamos o respeito à diversidade do que é sagrado para os grupos que compõem essa Amazônia plural. Estamos repensando a própria função social de um museu de arte sacra; a proposta é que possamos construir e dialogar com outras mostras e com as representatividades das diversas matrizes religiosas”, reforça.

Dentre as obras presentes na mostra está a “Taberna de São Jorge”, do artista plástico paraense Jorge Eiró. A obra faz jus ao que a exposição promete: transita entre religião e cultura pop. “Adoro a iconografia de São Jorge, que é uma entidade sincrética, mas ele acaba sendo um ícone da chamada cultura ‘pop’ no mundo todo. Diante disso, pelo nome e pela relação afetiva e religiosa, eu exploro essa imagem pop do santo, fazendo referência à taberna, que é um local inclusivo e diversificado”, conta o artista.

Serviço:

Cortejo Preamar da Fé – Estação 3: Exposição ‘Sagrado’
Local: Museu de Arte Sacra (MAS) – Praça Frei Brandão, s/n – Cidade Velha, Belém
Período: 6 de outubro a dezembro, 18h (abertura)
Funcionamento: terça a domingo – 9h às 17h.