Estado investirá em 2015 mais de R$ 10 milhões na qualificação do trabalhador paraense

Resize (3)

De janeiro a outubro de 2014, o Pará ficou entre os 10 Estados que mais criaram empregos formais no Brasil. Na Região Norte, ele foi o campeão de postos de trabalho. O saldo positivo passou de 34 mil vagas profissionais, segundo os números divulgados pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, em entrevista coletiva no último dia 14. As informações foram baseadas em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA).

Paralelamente ao aumento dos postos de trabalho, a qualificação profissional no Pará também cresceu. Só nos primeiros 10 meses deste ano, 11.261 pessoas foram capacitadas em cursos oferecidos pelo Governo do Estado. Até dezembro, esse número subirá para cerca de 14 mil profissionais qualificados. Nos últimos quatro anos quase 50 mil trabalhadores passaram por cursos de qualificação. Para 2015, está previsto um aumento nos investimentos, com a destinação de mais de R$ 10 milhões para a área.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), também do IBGE, mostra que 50,8% dos brasileiros desempregados não haviam concluído o Ensino Médio, por isso as ações de qualificação fazem diferença na hora de procurar um posto no mercado de trabalho. O profissional com maior nível de estudo aumentou suas chances de receber melhor remuneração e de não ficar desempregado.