Estado autoriza início das obras do novo Pronto Socorro de Belém

O governador, Helder Barbalho, autorizou, nesta segunda-feira (31), o início das obras para construção do novo Pronto Socorro de Belém. A nova unidade hospitalar vai contar com 110 novos leitos. A construção será feita em uma área de aproximadamente 32.500,00 m². O investimento do Governo do Estado é da ordem de R$ 145.996.619,11, com prazo de conclusão da obra em 20 meses.

Localizada no Km 9 da avenida Augusto Montenegro, ao lado da sede do Instituto de Terras do Pará, a nova unidade hospitalar da capital será mais um ponto de referência para atendimentos em urgência e emergência. A área total construída do hospital será em torno de 28.595,00 m², em três níveis: térreo, pavimento superior e subsolo de estacionamento.

Durante a assinatura da ordem de serviço para início da obra, o governador, Helder Barbalho, enfatizou que o novo hospital representa uma conquista histórica para os paraenses. “Hoje é um dia importante porque estamos iniciando uma obra absolutamente estratégica para ampliar a cobertura de urgência e emergência na Região Metropolitana de Belém. Há 20 anos, Belém ganhou seu segundo pronto socorro, no Guamá. Ao longo deste período, a cidade cresceu e a Região Metropolitana ampliou as suas necessidades por atendimento e com este novo pronto socorro estaremos incrementando 110 leitos”, avaliou o governador.

Novo Pronto Socorro funcionará no km 9 da Augusto Montenegro Foto: Marco Santos / Ag.Pará

“Com isso, esperamos complementar a presença de equipamento de urgência e emergência para que as pessoas não precisem se deslocar de um lado da cidade para o outro em busca de atendimento. É um pronto socorro, é uma urgência e deve ser atendido com agilidade e rapidez porque cada minuto no tratamento representa salvar vidas’, completou o chefe do Executivo estadual.

Helder Barbalho aproveitou a solenidade para resgatar que o início das obras faz parte de uma proposta apresentada ainda em seu plano de Governo, no ano de 2018. O governador ressaltou a importância do poder público reforçar o atendimento na área da saúde pública.

“Estamos dando mais um passo no cumprimento de nossos compromissos. Nestes dois anos de Governo, concluímos algumas obras e garantimos o seu funcionamento. Entregamos o Hospital Abelardo Santos; o Hospital Santa Rosa, em Abaetetuba; o Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba; o Hospital Regional de Castanhal; e entregamos também o Hospital Geral de Castelo dos Sonhos. Tudo isso para garantir que estas estruturas possam salvar vidas”, ponderou.

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, ressaltou a importância da integração institucional entre Estado, Município e a bancada de deputados federais do Pará para viabilizar a construção do novo hospital. “Esse é um sonho. Parabenizo o governador do Estado por essa sensibilidade e por perceber que o sistema de saúde exige atenção básica, áreas especializadas, atendimento hospitalar para cirurgias eletivas, mas um pronto de socorro para urgência e emergência de média e alta complexidade é fundamental no momento de um politraumatismo, traumatismo de crânio, então, em 15 minutos a possibilidade de salvar uma vida é ter um hospital próximo”, disse o prefeito.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), Ruy Cabral, explicou que a obra para construção do novo hospital vai gerar 600 vagas de empregos diretas. “Mais uma importante obra deste Governo e um compromisso que estamos resgatando com a população com essa importante obra na área da saúde”, ponderou Ruy Cabral.Secretário de Obras, Ruy Cabral: “Compromisso resgatado com a população”. Foto: Marco Santos / Ag.Pará

Já o secretário da Saúde Pública (Sespa), Rômulo Rodovalho, afirmou que a nova unidade hospitalar será um importante e estratégico reforço na rede pública de saúde. “Uma nova unidade que vai entrar na rede hospitalar do Estado com previsão de entrega em 20 meses. Será uma unidade estratégica para a Região Metropolitana de Belém e está localizada em uma área estratégica”, destacou Rômulo Rodovalho.

Novo Pronto Socorro de Belém em números:

Número de leitos: 110
Investimento: R$145.996.619,11
Prazo da obra: 20 meses
Empregos gerados: 600 empregos diretos
Área construída: 28.595,00 m².