Escola de Mosqueiro promove mostra cultural e científica sobre a Amazônia Legal

Os estudantes apresentaram trabalhos pautados em temas como os grandes projetos, populações tradicionais da ilha de Mosqueiro e meio ambiente
Os estudantes apresentaram trabalhos pautados em temas como os grandes projetos, populações tradicionais da ilha de Mosqueiro e meio ambiente

A Escola Estadual Abelardo Leão Condurú, localizada no distrito de Mosqueiro, em Belém, promoveu na última terça-feira, 27, uma Mostra Cultural e Científica que destacou os principais projetos econômicos da Amazônia Legal, assim como suas riquezas naturais, culturais e a culinária. Durante a atividade, os estudantes apresentaram trabalhos pautados em diversos eixos de discussão, como o impacto ambiental dos grandes projetos, populações tradicionais da ilha de Mosqueiro, meio ambiente, economia e diversidade cultural.

Leirson Azevedo, professor de História da escola e um dos coordenadores do projeto, explica que a ideia é fazer com que os alunos discutam sua própria identidade, como habitantes da Amazônia. “As vezes eles falam da Amazônia como se não fizessem parte dessa realidade. Por meio desse trabalho procuramos trazê-los para esse contexto, mostrando que são parte atuante desse cenário e estimulando-os a discutir e entender o meio em que vivem”, destacou.

A instituição de ensino possui 1.200 alunos nos Ensinos Fundamental e Médio, nos turnos da manhã, tarde e noite, e desenvolve projetos importantes como os Programas Ensino Médio Inovador (Proemi)/Jovem de Futuro (PJF) e Mais Educação, que contemplam atividades de Karatê, Letramento, Banda de Fanfarra, Canto Coral e Esporte na Escola.

A Escola também mantém o Pronem, um cursinho pré-vestibular oferecido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) aos estudantes de escolas públicas. O objetivo é prepará-los para a prova do Enem e outros processos seletivos. Com o Proenem, a Escola Abelardo Conduru garantiu várias aprovações nos vestibulares, como é o caso da aluna Ana Paula Soares, aprovada no curso de Ciências Sociais na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Eliane Cardoso
Secretaria de Estado de Educação