Enare 2021: exame tem inscrições prorrogadas; prazo termina nesta terça-feira

Avaliação seleciona estudantes de saúde para residência em hospitais universitários. FOTO ADOBE STOCK | EDUCA MAIS BRASIL

As inscrições para o Exame Nacional de Residência (Enare) 2021 se encerram às 23h59 desta terça-feira (9). o Enare seleciona estudantes de áreas de saúde para residência médica em hospitais universitários de todo o país.  Neste ano, o Enare está oferecendo 3,2 mil vagas de residência médica, multi e uniprofissional distribuídas em 81 instituições em todo o Brasil.

O exame é realizado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC). As provas estão previstas para serem aplicadas em 12 de dezembro. As inscrições devem ser feitas no site do programa.

Podem se inscrever na seleção os médicos formados ou formandos em medicina, cursando o último semestre do curso. Para as residências multi e uniprofissionais podem concorrer profissionais da área de saúde, com a graduação concluída e que estejam em situação regular nos Conselhos Profissionais de Classe.

Ano passado, a seleção ofertou 405 vagas para oito hospitais da Rede Ebserh/MEC e um hospital militar. Ao todo, foram 304 para 41 especialidades de Residência Médica, oito para a Residência Uniprofissional – entre Enfermagem e Física Médica – e 93 para a Residência Multiprofissional. Nesta última estão inclusos enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, odontólogos, nutricionistas e profissionais de Educação Física.

Criado em 2020, o Enare tem como objetivo unificar a seleção de estudantes para residência em hospitais universitários. Anteriormente, cada instituição fazia seu próprio processo seletivo. Para os candidatos, o exame unificado diminuiu os custos com a data única para a realização das provas e aplicação em todas as capitais, além da possibilidade de aplicar as notas em diferentes hospitais. Já para as universidades participantes, o Enare diminuiu as vagas ociosas, custos e a carga burocrática da realização dos exames individuais.

A classificação dos estudantes leva em conta as melhores notas do processo seletivo que é realizado em duas etapas. A primeira é uma prova objetiva com questões de múltipla escolha, e a segunda, a análise curricular.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil