Empreendedorismo em empresas

Pessoas com espírito empreendedor dentro das empresas são um recurso muito valioso: atitude de dono, paixão pelo negócio, autoconfiança, otimismo, vontade de realizar, criatividade, perseverança, visão de conjunto e proatividade são características valiosas que toda empresa ou instituição deveria buscar em seus líderes atuais e futuros

Empreender, em empresas, não só é possível, mas fortemente desejável! Uma empresa ou instituição na qual seus colaboradores são empreendedores conta com uma força de trabalho inestimável.  Isto porque a liderança conseguiu com que todos comprassem o “sonho” da empresa ou instituição, passando-o a considera-lo como o seu próprio sonho, curtindo-o e procurando a sua realização a cada momento… Muito legal e produtivo para todos! 

Para tal, é preciso tornar os colaboradores intraempreendedores. Tal processo começa na sua admissão, na verificação dos reais motivos pelo qual o candidato deseja trabalhar na empresa ou instituição; e também se tem alguma experiência empreendedora, ou atitudes que se prestem a desenvolver tal experiência. Passa também, naturalmente, por certa rotatividade inicial ao montar-se uma equipe intraempreendedora, pois ao longo do tempo, alguns não serão capazes de acompanhar o ritmo que esta equipe desenvolve no trabalho. Ou mesmo não gostarão do ambiente empreendedor – acontece…

Mas, tudo está nas mãos do líder da equipe… Este deverá possuir características de grande empatia e vibração, personalizando assim o “sonho” da empresa ou instituição; deve ser criativo, e aberto a novas ideias. 

Deve também ser capaz de “olhar pela janela do mundo” e perceber mudanças, para, junto com sua equipe, conhecer novos modos de pensar. Deve ter um bom “networking” e operá-lo, principalmente com líderes de mesmo teor e vocação. A sua postura deve estar sempre alinhada às possibilidades que a inovação lhe oferece. Deve também estar atento à novas tecnologias, e às oportunidades que mercados emergentes (lembre-se, tudo está mudando…) lhe oferecem. E principalmente, ocupar-se de seus colaboradores, fazendo-os evoluir na carreira e dando-lhes oportunidades de exercer ao máximo suas vocações e seu potencial.

Pessoalmente, deve ter total conhecimento e domínio no seu campo de trabalho. Deve saber ouvir (não apenas “escutar”…), respeitar as questões que sempre lhe serão apresentadas, bem como ter estabilidade emocional para sanar eventuais crises, pois, afinal de contas somos humanos… 

Com tantos “deveres”, pode parecer difícil alcançar este tipo de liderança. Mas não é, conheço pessoalmente várias empresas que contam com líderes que possuem, em maior ou menor grau, tais qualidades, e pude constatar seu grande sucesso.

Um empreendedor de sucesso costuma ser uma pessoa inquieta, nunca está satisfeito com os resultados, com procedimentos e busca sempre melhorar o tempo todo. Na mesma medida que eles descobrem novas formas de pensar e de criar, eles aprendem a agir de forma mais assertiva e melhor. Inicialmente pode ser instinto, mas com o tempo, é um hábito inovador que se forma.

Não espere que os outros resolvam a sua vida! Arregace as mangas e transforme o seu meio para a forma mais empreendedora possível.

Entenda as coisas da maneira mais simples e claras possíveis, desburocratize e faça o que os empreendedores adoram fazer: Inove!