O digital está revolucionando a gestão pública, com práticas modernas para a governança e gestão da documentação em geral, levando conveniência para a vida do cidadão. Quem já perdeu um documento sabe que existe uma burocracia para conseguir a segunda via do mesmo. Porém, as instituições já liberaram diversos certificados em formato digital

Além de ser uma realidade tecnológica, a tendência da digitalização de documentos pessoais atende a uma expectativa universal pela facilidade, mobilidade, comodidade e, praticidade cotidiana. com a mesma validade dos impressos, entre eles, a CNH, CRLV, CTPS, até o CPF e futuramente o RG (DNI).

O primeiro documento a receber sua versão digital foi o Título Eleitoral. Em seguida aconteceu a Carteira Digital de Trânsito, que facilita tanto o acesso à CNH Digital como também ao CRLV Digital. O DNI (Documento Nacional de Identidade) que foi lançado no meio de 2019 junto com a Carteira de Trabalho Digital.

Saiba abaixo como obter cada um destes documentos:

e-Título

Esta versão pode ser utilizado para substituir o tradicional título de eleitor em qualquer votação.

Disponível para Android e iOS

  1. Inicie o aplicativo e preencha os dados solicitados;
  2. Toque em “Consultar” e você já verá o seu documento virtual; Caso tenha dado algum erro no processo, lembre-se que todas as informações precisam ser preenchidas exatamente como constam nos documentos;
  3. Na tela do título de eleitor, você pode aproveitar o aplicativo para obter um certificado de quitação dos votos e de antecedentes criminais e, consultar os locais onde pode justificar o voto.
Caso ainda não possua um título de eleitor, o TSE permite sua solicitação site do tribunal, através da plataforma Título NET.

CNH Digital

Esta versão foi implantada em 2017 e depende de um QR Code para usa-la. É necessário ter a última versão do documento, istro é, ter o documento impresso a partir de 2017, que conta com o QR Code.

Disponível para AndroidiOS

  1. Baixe o aplicativo Carteira Digital de Trânsito;
  2. Cadastre-se e faça a validação do e-mail que é realizado pelo link;
  3. Escaneie o código QR no verso da habilitação impressa com a câmera do celular;
  4. Faça a “prova de vida”, usando a camera frontal do aparelho;
  5. Crie uma senha de quatro dígitos, que será usada sempre que for entrar no aplicativo.

CPF Digital

Apenas os cidadãos que possuem a CNH podem acessar o serviçoCPF Digital, pois no aplicativo é preciso uma identificação biométrica, no qual não é preciso fazer ao solicitar o CPF.

  1. Aceite os termos;
  2. Realize a prova de vida, usando a câmera frontal como: sorrir, virar a cabeça para os lados e fechar os olhos;
  3. Tire uma selfie;
  4. Crie um PIN, com quatro dígitos. Com o cadastro finalizado, fica disponível o CPF e a CNH cada uma com o seu QR Code.

RG Digital SP

Após uma iniciativa da Polícia Civil, a versão digital do Registro Geral (RG) começou a valer em São Paulo. Apesar disso, a emissão do documento físico não é substituída.

Para ter acesso a esse documento virtual, os cidadãos possuir o documento físico desde fevereiro de 2014, que tenham a numeração vermelha, QR Code impresso no verso e cadastrados no Sistema Automatizado de Identificação Biométrica (Abis) da Polícia Civil.

O aplicativo está disponível para Android 5.0 e iOS 10 (e versões superiores).

  1. Apenas inicie o aplicativo e clique na opção “Adicionar RG”;
  2. Escaneie o QR Code do verso e seguir os passos;
  3. Faça a “prova de vida” usando a camera frontal, fazendo uma biometria facial. O processo só pode ser concluído se a câmera tiver pelo menos 5 MP

CTPS Digital

Esta versão existe desde o ano de 2017, porém apenas em 2019 o documento começou a valer como oficial. No aplicativo o trabalhador pode obter informações como o número do PIS, contratos de trabalho e outros dados.

Todos os cidadãos brasileiros terão a carteira digital emitida de forma automática. Mas para habilitar o trabalhador deve fazer o seucadastro no site Emprega Brasil.

CRLV

Esta versão está disponível no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) desde o ano de 2018. O documento pode ser visto pelo proprietário, mesmo que ele não tenha acesso a internet, salvando no formato PDF com uma assinatura digital, que pode também ser impresso.

DNI

Esta versão está disponível desde fevereiro de 2018. Um documento de identidade nacional unificada que em sua primeira fase reuniria os números de CPF, certidão de nascimento e título eleitoral e em um segundo momento o documento agregaria RG, CNH, carteira de reservista e outros registros.

Para tirar a  é necessário ter o registro biométrico no TSE/TRE. Faça o agendamento no site

Disponível para Android e iOS.

  1. Faça o cadastramento biométrico, agende no site da Justiça Eleitoral,
  2. Baixe o aplicativo e escolha entre as opções Android ou IOS.
  3. Faça o pré-cadastro;
  4. Compareça pessoalmente a um dos postos de atendimento indicados no aplicativo, onde serão validados os dados biométricos através da análise de impressões digitais e fotografias do cidadão;
  5. Com as informações confirmadas na Justiça Eleitoral, emita o DNI via aplictaivo

Fontes: FDR, Olhar Digital, TecMundo.