Delegação chinesa comprovou excelência do Instituto paraense

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) promoveu nesta segunda-feira (16), por meio do Instituto Confúcio, no auditório da Reitoria, uma cerimônia para receber a delegação chinesa ligada à Universidade Normal de Shandong.

O evento foi para celebrar o recente Prêmio de Excelência recebido durante a Conferência Internacional de Educação da Língua Chinesa 2019, realizado em Changsha, capital da província de Hunan, na República Popular da China.

O Instituto Confúcio da Uepa esteve entre as 20 instituições escolhidas pela matriz dos Institutos Confúcio, Hanban, para receber o prêmio de melhor instituto entre os 550 existentes no mundo.

“O Instituto Confúcio realiza em âmbito continental atuações em prol da cultura chinesa, e a premiação recebida por nosso Instituto, aqui na Uepa, é a demonstração da expansão do seu caráter de plataforma de intercâmbio com a China”, disse o reitor da Uepa, Rubens Cardoso.

A delegação chinesa foi composta pelo vice-reitor da Universidade Normal de Shandong, Wenxi Zhang; pelo diretor da Faculdade de Direito, Yuexin Jing; diretor do Escritório de Admissão e Emprego, Jingzheng Wang; diretor da Escola de Educação internacional, professor Ma Maoxiang, e pelo diretor adjunto do Escritório Internacional, Tao Yin.

A atuação do Instituto Confúcio da Uepa completa quatro anos com três premiações recebidas, nas categorias Melhor Diretor, Melhor Instituto e Melhor Instituição Parceira.

“Nosso Instituto Confúcio, apesar de ser um instituto muito novo, vem dando certo graças à parceria muito forte que temos com a Universidade de Shandong, principalmente, porque além do ensino da língua nós temos um diferencial, que é o ensino das artes marciais”, afirmou o vice-reitor da Uepa, Clay Chagas, que esteve na premiação, realizada na última semana, na China.

Internacionalização

A parceria do Instituto Confúcio da Uepa com a Universidade Normal de Shandong coloca a instituição instalada no Pará como o quarto instituto parceiro, uma demonstração da atuação dos programas de internacionalização da Uepa na busca por projetos e programas de cooperação com universidades estrangeiras.

“Este intercâmbio internacional é muito importante para nós, de Shandong. Sem dúvida nenhuma, a parceria com a Uepa é muito importante, pois acredito que o futuro deste projeto entre as duas universidades será maravilhoso”, afirmou o vice-reitor da Universidade Normal de Shandong, Wenxi Zhang.

A programação incluiu apresentações culturais, realizadas por alunos do Instituto Confúcio da Uepa, além de Tai Chi Chuan, Wushu, Sandá, Kung Fu e performance de canto do aluno Edynnrony dos Santos. “Somos o Instituto mais novo, porém com o maior crescimento exponencial entre os institutos existentes.

Isso é resultado da cooperação internacional com a Universidade de Shandong, sobretudo a atuação dos nossos professores aqui no Instituto Confúcio da Uepa”, destacou o diretor chinês do Instituto Confúcio da Uepa, Pang Hui.

Durante a cerimônia foi exposta a possibilidade de criação de um Centro de Educação e Cultura Brasil-China, por meio de uma negociação entre o Governo da China e o Governo do Estado do Pará.

“O Instituto Confúcio da Uepa está em uma importante fase de desenvolvimento com a perspectiva de expandir ainda mais sua atuação”, ressaltou o diretor titular brasileiro do Instituto Confúcio da Uepa, Antonio Silva.