Cursos de qualificação para deficientes visuais estão com inscrições abertas

Cursos de qualificação voltados para pessoas com deficiência visual estão com inscrições abertas. A programação gratuita contará com aulas em diversas áreas profissionais como Informática Básica, Atendimento ao Cliente, Auxiliar Administrativo, Empreendedorismo, Oficina de Talentos e Massoterapia.

Interessados podem se inscrever através do site da Fundação Dorina Nowill para Cegos. As primeiras turmas começam em fevereiro de 2021. Podem se inscrever pessoas maiores de 16 anos com o ensino médio completo ou em conclusão.

As atividades aplicadas pela instituição serão em sua maioria no formato EAD. Por isso, será necessário que os estudantes possuam computador e internet em casa. O curso de Informática, oferece domínio básico do Pacote Office (Windows, Word, Excel, Outlook), além de internet e digitação, com a utilização do leitor de tela NVDA (NonVisual Desktop Access).

Já o curso de Atendimento ao Cliente promove a capacitação para que os alunos realizem atendimento de diversas formas, seja presencial, por telefone ou internet. No curso de Auxiliar Administrativo são desenvolvidos conhecimentos sobre gestão, funcionamento de uma empresa, linguagem empresarial e postura profissional.

A Oficina de Talentos promove o desenvolvimento das habilidades do participante visando as futuras entrevistas de emprego, habilitando-o por meio de técnicas comportamentais, oratórias e linguagem corporal a ter um bom desempenho nas dinâmicas.

As aulas de Empreendedorismo visam incentivar os estudantes a criar seu próprio negócio, desde a ideia inicial até a execução do projeto, seja a venda de um produto, seja um serviço a ser oferecido.

Aos interessados em Massoterapia, serão ministradas técnicas de Quick Massage e Reflexologia, sempre com foco na qualificação profissional e empregabilidade das pessoas com deficiência visual.

Os cursos de Atendimento ao Cliente, Auxiliar Administrativo, Empreendedorismo e Massoterapia exigem conhecimento prévio em Informática.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil