Cosanpa investe na modernização da Central de Operações, em Belém

A tecnologia é uma grande aliada para a operação de sistemas de água e esgoto, mas não era presente na realidade da Companhia de Saneamento do Pará, a Cosanpa. Investimentos estão sendo feitos para mudar essa história, como a reconstrução da Central de Operações de Sistema (Cos) do Complexo Bolonha, onde fica a maior estação de tratamento da água da Companhia.

“A Central de Operações, antes, não tinha estrutura. Nós assumimos aqui e a estrutura física proporcionava aos colaboradores da Cosanpa a falta de informação, isso demorava no tempo de resposta de algum problema, tanto na questão de operação, quanto no tempo de resposta aos nossos clientes. Esse investimento foi feito em estrutura física, estrutura de visualização dos sistemas, em segurança. A Central de Operações é o coração do Complexo Bolonha, responsável pela produção de água de quase 70% na região Metropolitana de Belém. É quem dá as ordens aos operadores, capta as informações, repassa as informações do dia a dia da operação”, explicou o diretor de operações da Cosanpa, Diego Batista.

Agora, o Cos conta com computadores modernos, câmeras, telões para acompanhamento de todos os sistemas atendidos pelo Complexo Bolonha. Os colaboradores que trabalham no setor conseguem visualizar em tempo real o funcionamento de todos os setores para que a tomada de decisões seja mais rápida e efetiva. Além disso, a modernização da Central também facilita a comunicação entre os funcionários que trabalham no monitoramento e controle e os operadores de cada sistema.

A Central segue em operação enquanto os últimos ajustes estão sendo feitos para que a unidade seja entregue reconstruída e modernizada.