Conselho de Desenvolvimento Urbano discute melhorias e projetos para Belém

A primeira reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CDU), deste ano, foi realizada na tarde desta quarta-feira, 30, no Núcleo de Informática Educativa (Nied), na Campina. O encontro foi marcado pela apresentação, aos conselheiros, do projeto de requalificação da avenida Romulo Maiorana.

A reunião iniciou com o debate sobre a transformação do antigo Aéro Clube, no bairro do Souza, em um espaço chamado Parque da Cidade. A obra é de responsabilidade do Governo do Estado. Após as discussões sobre o projeto, foi marcada uma nova reunião, em até 15 dias, com a participação do órgão estadual responsável pela obra para tratar do Parque da Cidade.

Discutir melhorias – Segundo o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, que também é presidente do CDU e participou da reunião, o conselho é o local ideal para se discutir melhorias para a cidade.

“O Conselho de Desenvolvimento Urbano é um órgão fundamental. Nós debatemos pontos importantes, que vão desde os projetos estratégicos até a garantia de recursos”, declarou.

Em seguida, o secretário municipal de Gestão e Planejamento (Segep), Cláudio Puty, apresentou metas para a revisão do Plano Diretor de Belém. Outra reunião será marcada para discutir especificamente a revisão do plano.

Requalificação – O projeto de requalificação da avenida Romulo Maiorana, antiga 25 de Setembro, foi apresentado para os conselheiros do CDU.

O secretário municipal de Urbanismo (Seurb), Deivison Alves, expôs o projeto que irá revitalizar toda a via, com novo calçamento, requalificação do canteiro, quadra de esportes, praças com playgrounds. A obra terá investimento de R$ 30 milhões e será feito em cooperação com o Governo do Estado do Pará.

Os conselheiros do CDU tiveram a oportunidade de questionar e tirar dúvidas sobre o projeto, como a manutenção das árvores do canteiro central e o trânsito.

Participação popular – O prefeito Edmilson Rodrigues destacou que os moradores da área serão ouvidos sobre a obra. “A participação popular e técnica é de fundamental para o processo, e esse é um dos motivos de trazer ao CDU. Decidimos fazer consulta popular, o projeto deve obedecer algumas orientações, como a não impermeabilização do solo e criar baías para o estacionamento, implantação da ciclovia, que não tenha que tirar árvores”, explicou o prefeito.

Convidada para a reunião, a moradora da avenida Romulo Maiorana e participante do coletivo Canteiros Verdes, Ângela Gemaque, de 55 anos, estava preocupada com o projeto para a via, mas saiu satisfeita com o encontro.

“O resultado é positivo. Eu acho que, aliada a essa questão da comissão técnica, que se formou, mais a discussão disso junto à comunidade, o projeto se encaixa, pois será uma melhoria para a comunidade, para os moradores, e é isso que a gente quer. Áreas melhores em Belém, uma cidade melhor, queremos melhoras e mudanças para a 25 de Setembro ”, disse a moradora.

Visão macro – Para a conselheira que representa a Universidade Federal do Pará (UFPA), Roberta Rodrigues, o CDU é o local para debater e propor a cidade.

“A nossa reunião foi muito produtiva, com uma pauta extensa. Uma visão macro do que está sendo previsto, enquanto investimentos e prioridades para Belém. Temos o acompanhamento de vários projetos que estão sendo viabilizados na cidade. O CDU é o espaço de discutir e propor esses projetos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui