Confira dicas de como conciliar teoria e prática na educação a distância

Estudar onde, como e quando quiser são alguns atrativos quando o assunto é o ensino a distância (EAD). Além desses aspectos, a economia de tempo e dinheiro são também fatores que beneficiam os estudantes. Porém, quando se trata da rotina de estudos online, conciliar teoria e prática no EAD pode ser desafiador, já que o empenho depende, em grande parte, do próprio aluno especialmente na graduação e pós-graduação.

A junção dessas duas etapas é fundamental para garantir ao aluno do EAD uma formação sólida, unindo a aplicação dos conhecimentos acadêmicos na rotina do mercado de trabalho. Pensando nisso, listamos algumas formas conciliar teoria e prática estudando a distância. Confira a seguir!

 

Utilize os recursos da plataforma digital

Como as atividades do curso EAD são realizadas no ambiente virtual, as faculdades disponibilizam o conteúdo teórico em formatos multimídia, como textos, áudios e vídeos. Além disso, os alunos contam com fóruns de discussão, atividades, tutoria e outros mecanismos para suprir suas necessidades. Dessa forma, ser um usuário ativo no AVA é uma condição primeira para colocar em prática os conhecimentos adquiridos.

 

Dedique um tempo para os exercícios

Os exercícios ajudam a memorização do conteúdo estudado. Ao se engajar verdadeiramente com o curso EAD e realizar as tarefas com calma, não deixando para entregar tudo em cima da hora só porque “vale nota”, o aluno exercitará efetivamente o que está aprendendo e, consequentemente, perceberá maior domínio sobre os conteúdos estudados.

 

Adote uma postura ativa diante do conteúdo teórico

Durante os estudos, procure levantar quais são os problemas e situações em que pode ser aplicado o que foi aprendido. A dica é usar a internet para buscar como o conteúdo estudado vem gerando resultados na sua área. A partir dessa imersão, também é possível notar como as atividades práticas se refletem na teoria.

 

Participe ou crie projetos experimentais

Para quem estuda a distância, totalmente online ou semipresencial, existem pelo menos duas possibilidades de desenvolvimento de projetos experimentais. A primeira dessas é a criação de projetos independentes, principalmente visando ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A segunda é o engajamento em projetos já existentes em sua própria faculdade, como é o caso de clínicas, laboratórios e centros de pesquisa internos. Em alguns deles, é possível até mesmo realizar estágios profissionais. A orientação dos professores é fundamental nos dois casos.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil