Confira a programação para o carnaval na Fundação Cultural do Pará

Um baile para todas as idades e pessoas será celebrado na praça do Artista, na sede da Fundação Cultural do Pará (FCP), antigo Centur, a partir desta quinta-feira (20) até o próximo sábado (22). Serão mais de 12 atrações musicais no total com espaço gastronômico e feira de artesanato. O baile foi expandido neste ano com um dia a mais de festa comparado com o ano passado. O primeiro dia terá vários grupos regionais de carimbó e encerrando a programação o Grupo Pegada do Axé. Toda a programação terá entrada franca.

Um dos destaques deste ano é a inclusão de um minifestival de grupos regionais de carimbó no primeiro dia do baile, nesta quinta-feira (20), a partir das 18h. No dia seguinte (21), a programação começa às 19h com apresentação de Teddy Marks. Com Mariza Black na sequência da festa, seguida do grupo Sambloco e de Théo Pérola Negra, que canta com o grupo Grande Família.

A cantora Mariza Black se apresenta neste ano com a banda completa no Carnaval da Fundação Cultural. “Vai ser um show bem dançante, a gente fez um repertório bem eclético e animado, com muita marchinha e samba-enredo, até carimbo vai rolar neste carnaval, que promete muita alegria para o público que aparecer”, adiantou. A cantora promete ainda um show melhor já que terá a banda completa com teclado, baixo, bateria, percussão, violão e cavaquinho.

Segundo o diretor de interação cultural da FCP, Almir Santos, o evento tem expectativa de atrair de mil a 1500 pessoas na quinta e na sexta-feira, e de duas mil no sábado, dia do encerramento. O baile é bastante frequentado por famílias devido a segurança e o ambiente. “A gente percebe que no baile popular vem muitas famílias por ter segurança da fundação, polícia militar, bombeiros, além de outros atrativos como espaço gastronômico e feira de artesanato. Tudo isso incentiva as famílias a participarem”, declarou.

Mariza garante que está preparada para este público familiar com músicas que contagiarão todo mundo. “O público de família é muito dançante casa bem com o nosso repertório. Eu faço o tradicional, mas também coloco músicas da nossa MPB em ritmo de samba. Eu consigo um público bem amplo fazendo isso com estilo musical. Isso faz com que envolva vários públicos, todo mundo se envolve com o repertório”, adianta. Dentro do repertório estão sambas enredos, às tradicionais marchinhas, axé, samba reggae, samba-rock e sambas de raiz.

Outra atividade do Carnaval da FCP é a exposição “Curro Velho 30 Anos” na Galeria Benedito Nunes, reunindo peças importantes do acervo da Fundação que narram a história das três décadas da instituição – com destaque para a agremiação Crias do Curro Velho, que celebrou o marco em desfile pelas ruas do Telégrafo este ano. A mostra fica em cartaz até o fim do mês.

Confira a programação completa:

Quinta (20/02)

18h às 20h45h – Grupos Regionais de Carimbó

21h às 22h30 – Grupo Pegada do Axé

 

Sexta (21/02)

19h às 20h – Teddy Marks na Levada de Carnaval

20h às 21h – Mariza Black Na Magia do Carnaval

21h às 22h – Sambloco

22h às 23h – Théo Pérola Negra e o Grupo Grande Família

 

Sábado (22/02)

18h às 18h30 – Bateria Show Crias do Curro Velho

18h30 às 19h – Senta Peia “Carnaval Regional”

20h às 21h – Orquestra Show – Boi Tinga e Boi Faceiro de São Caetano de Odivelas

21h às 22h – Show Folia “Simples Assim” com Mahrco Monteiro e Banda

 

Agende-se

Carnaval FCP 2020

Exposição “Curro Velho 30 Anos”

Data: De 19 a 29/02,

Horário: 9h às 18h

Local: Galeria Benedito Nunes

Bailes Populares da FCP

Data: 20 a 22/02

Horário: 18h

Local: Praça do Artista, localizado no térreo da Fundação Cultural do Pará, avenida Gentil Bitencourt, 650 – Nazaré, Belém.

Entrada Franca

FCP abre primeiro módulo com mais de 200 cursos disponíveis

A Fundação Cultural do Pará (FCP) também abriu as inscrições para o primeiro módulo do ano das oficinas regulares. Neste ciclo serão ofertados mais de 200 cursos nas sedes Espaço Curro Velho, Casa da Linguagem, entidades parceiras em periferias das Região Metropolitana de Belém e nos municípios do interior. As inscrições vão até o dia 9 de março, quando começam as aulas.

Para ingressar nas turmas, é preciso procurar diretamente a secretaria do local que oferta a oficina pretendida. A taxa de matrícula tem o valor simbólico de 20 reais, com isenção para idosos e estudantes de escola pública ou de infocentros que comprovem a condição. “Além da grade regular do Curro Velho e da Casa da Linguagem, que tem 80 cursos, existe a extensão metropolitana, que é realizado nos bairros de Belém, e outras oficinas no interior, que totalizam 130. A extensão e interiorização tem um pouco mais de tempo para inscrição. Devem abrir em meados de março”, complementou o diretor de oficinas João Clovis.

As oficinas são realizadas em parceria com a sociedade civil organizada, como centros comunitários, terreiros de umbanda, igrejas e qualquer tipo de entidade da sociedade civil que apresenta uma demanda. “A gente sempre tenta rever toda a grade, mas muita coisa permanece. Uma novidade é que inserimos neste módulo a oficina ‘Protegendo o Patrimônio Cultural com Software Livre’, para usar a cultura digital para trabalhar pela preservação do patrimônio”, explica Clovis.

As aulas deste módulo irão de 9 a 27 de março. No Espaço Curro Velho, as oficinas se dividem em sete nichos temáticos: linguagem visual, audiovisual, laboratório de animação, linguagem musical, linguagem cênica, infocentro e núcleo de prática de ofício e produção – totalizando 58 cursos ministrados apenas na instituição.

Já na Casa da Linguagem, 27 disciplinas serão ensinadas, passando pelas linguagens verbal, visual, cênica e musical – com destaque para leituras públicas, narrativas indígenas e africanas, confecção e interpretação de texto para o ENEM e ensino de línguas estrangeiras. A grade completa dos cursos ofertados está no portal do órgão: fcp.pa.gov.br.

No ato da inscrição, alunos das escolas públicas deverão apresentar o comprovante de matrícula e documentos de identificação (RG, comprovante de residência e CPF), a fim de garantir o direito à gratuidade. Caso o pretendente desista da vaga após a matrícula, é preciso comunicar à secretaria da casa responsável pela atividade – garantindo, assim, seu lugar na próxima edição do curso.

Agende-se
Oficinas Fundação Cultural do Pará
Inscrições até 9 de março
Aulas: 9 a 27 de março
Espaço Curro Velho, na ‪rua Prof. Nelson Ribeiro, nº 287.
Casa da Linguagem, na avenida Nossa Ssenhora de Nazaré, nº 31
Atendimento ao público das 9h às 18h
Mais informações: ‪3323-0066 / 0048 / 0039