Combate ao Trabalho Infantil é tema de concurso de desenho e redação

O mês de junho é dedicado ao combate à exploração do trabalho infantil. Com esse objetivo, a Prefeitura de Ananindeua, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Trabalho (Semcat), promoveu a 2ª edição do concurso de desenho e redação com as crianças e adolescentes assistidas através dos dez Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), que estão distribuídos pelos bairros e comunidades do município.

“Este mês, realizamos diversas ações de combate à exploração do trabalho infantil, sensibilizando, informando e debatendo sobre a violação de direitos de crianças e adolescentes. E como forma de fortalecer a temática ao público alvo, também fizemos a 2ª edição do concurso de desenho e redação nos CRAS, em breve vamos divulgar o resultado”, disse a secretária da Semcat, Marisa Lima.

Foto: Rosane LinharesSegundo a coordenadora do CRAS Estrela Ananin, Cinthia Nunes, o objetivo do concurso é refletir, esclarecer e sensibilizar os usuários sobre a necessidade de enfrentamento das situações de trabalho infantil no município de Ananindeua. Este ano, o tema foi “Proteção Social para acabar com o Trabalho Infantil”, em que as crianças entre 8 a 11 anos de idade participaram por meio de desenhos para retratar o assusto e as adolescentes de 12 a 17 anos com redações. E nesta sexta-feira (24) foi a vez dos meninos e meninas da comunidade quilombola também participarem do concurso.

Foto: Rosane LinharesA pequena Suanny Oliveira estava concentrada no seu desenho para o concurso. “Gosto de desenhar e pintar, quero fazer um desenho bem bonito pra ganhar o prêmio”, comentou.

 

Foto: Rosane LinharesJá Matilde Alves, de 17 anos, escreveu sobre sua realidade. “A minha redação foi sobre o que vejo no meu dia a dia, quando saiu da comunidade quilombola, em que tantas crianças e adolescentes trabalham nas ruas e precisam de ser mais amparadas, uma realidade diferente aqui no Abacatal. Espero ganhar o concurso”, comentou.

Foto: Rosane LinharesDaniele Cardoso, de 21 anos, acompanhou o filho, Dominick, e as crianças da vizinhança durante o concurso. “Acho interessante essa ação, porque orienta todas as crianças e adolescentes sobre o que configura Trabalho Infantil, até para nós que somos pais. Parabéns pela iniciativa”.

De acordo com a análise realizada nos CRAS e CREAS do município, foram constatados 517 casos de violação de direito das crianças e adolescentes em Ananindeua. Por isso, a equipe da Semcat tem promovido durante todo ano ações de combate à exploração sexual e ao Trabalho Infantil no município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui