Católicos buscam conforto espiritual para enfrentar quarentena da Covid 19

A igreja católica, sob orientação do Papa Francisco, cancelou a realização de missas para evitar riscos de difusão do coronavírus, em todo o mundo.

No Pará, que já registra cinco casos confirmados de pessoas com a Covid 19, a Arquidiocese suspendeu, até nova orientação das autoridades de saúde, todas as reuniões e demais atividades, inclusive a catequese e encontros de pastorais, grupos e movimentos.
“Recomenda-se vivamente que os idosos permaneçam em suas casas e não se dirijam às igrejas de forma alguma”, reforça a entidade religiosa.

Para buscar conforto espiritual como forma de enfrentar a quarenta forçada, os fiéis estão encontrando alternativas como assistir as missas transmitidas online, televisionadas, pelo rádio, e pelas redes sociais.

“A gente busca ajuda espiritual em casa fazendo terço em família”, contou Cleudini Ramos da Luz, 49, que participava da pastoral do idoso, entre outras atividades na Paróquia Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo, localizada na Avenida Ariri Bolonha, Sideral, no bairro do Parque Verde, em Belém.

“A nossa família sempre se reunia pra rezar o terço, uma vez por semana, mas com a quarentena por causa do coronavírus, estamos fazendo por meio do whatsApp”, informou Cleudini Luz. “Com toda essa situação que estamos vivendo, a humanidade está rezando muito mais do que antes da pandemia. As famílias estão se unido em oração em suas casas”, observa.

Segundo o Diácono permanente da Arquidiocese de Belém Israel Martins, que neste momento devemos nos lembrar que a verdadeira igreja é o corpo místico de cristo, “que é composto por cada um de nós desde quando somos batizados”, relembra.

“Deus proporcionou ao homem um conhecimento espetacular para enfrentar e superar situações que maltratam a humanidade, como as doenças dos tempos atuais. Neste momento, devemos nos reunir em Cristo através das orações, pois assim, estamos em unidade espiritual”, aconselha o Diácono.

Segundo ele, hoje a igreja está muito mais unida no combate contra o mal, “em prol de todos, pois esta doença não escolhe quem vai ser contaminado e morrer. Mas Deus sempre está ao lado daqueles que tem fé”, prega.