‘Buarque-se’ será apresentado no Teatro Waldemar Henrique

A música de Chico Buarque de Holanda invade o Teatro Waldemar Henrique com o espetáculo “Buarque-se”, hoje (12), às 20 horas. A peça dá vida a personagens das obras musicais e teatrais daquele que é um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira. “Buarque-se” integra o 4º Circuito Cultural do Atores em Cena, que acontece até o fim do mês, no mesmo teatro. Na sexta-feira e no sábado, 13 e 14, o grupo encena um dos maiores clássicos de Ariano Sassuna, “O Auto da Compadecida”, também às 20 horas; e, no domingo (15), encanta o público com o clássico infantil de Maria Clara Machado, “Pluft, O Fantasminha”, às 11 horas da manhã.

Em “Buarque-se”, 50 atores contam a história que se passa na cidade fictícia de Santa Yolanda, onde vivem os personagens famosos personagens “Guri” (da canção “O Meu Guri”) e “Geni” (de “Geni e o Zepelim”), interpretados pelos atores Matheus Martins e Wellington Maciel, sendo que o segundo personagem é adaptado à uma travesti. Ainda, os atores Sérgio Sales e Ednair Guimarães vivem “Jasão” e “Joana”, do espetáculo “Gota D’água”, de autoria de Chico e Paulo Pontes. O espetáculo também traz personagens da peça “Ópera do Malandro”, do disco “Os Saltimbancos” e do filme “O Grande Circo Místico”, cuja trilha sonora é assinada por Chico e Edu Lobo.

“Não é um musical, mas um espetáculo teatral de roteiro original inspirado na obra de Chico Buarque, que também apresenta músicas do artista cantadas por Fábio Tavares, Alê Navegantes, Cíntia Pampolha e William Benittez”, conta Gê Dias, que divide a direção com Alexandre Silva e o roteiro com Sérgio Sales e Bruce Larrate. “Criamos um universo em que todos esses personagens conversam entre si. Trabalhamos diversos gêneros em um único espetáculo: comédia, tragédia, drama… E tentamos levar uma mensagem de respeito à mulher. O espetáculo vai do riso ao choro e do choro ao riso diversas vezes”, acrescenta.

Auto e Pluft – O grupo teatral Atores em Cena estreia o “Auto da Compadecida” em uma montagem fiel à história que conquistou o cinema e a televisão nacional, sob a direção do Bruce e Kezinho Hilston. Entre os 27 integrantes do elenco, estão Sérgio Sales interpretando “João Grilo”; Hugo Martins, o “Chicó”; Thelma Lobo, ex-reitora da Universidade Federal do Pará (UFPA), no papel de “Maria”; e Tamires Tavares como “Severino”. Essa peça está com quase todos os ingressos vendidos.

Já em “Pluft, O Fantasminha”, que está em cartaz há três anos, o clássico da literatura e do teatro ganha as cores do grupo paraense com Wellington Maciel no papel principal do “Pluft”; a atriz mirim Jenifer Gonçalves como “Maribel”; Kezinho faz o “Capitão Perna-de-pau”; Vitória Alves, a “Prima Bolha”; enquanto Jhonatan André, Gleidson Lima e Mateus Martins interpretam os “marinheiros”. A peça tem a direção de Ramon Deken. “É um espetáculo infantil que fala da importância da amizade. Maribel é amiga do fantasminha. A história é uma grande aventura em que os marinheiros superam o medo para iniciar uma busca por Marivel, que foi sequestrada pelo Capitão Perna-de-pau”, descreve Gê.

Agende-se

4º Circuito Cultural do Atores em Cena
“Buarque-se” na quinta-feira, 12, às 20h. Ingresso a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
“O Auto da Compadecida” na sexta-feira e sábado, 13 e 14, às 20 horas. Ingressos quase esgotados a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
“Pluft, O Fantasminha”, no domingo, 15, às 11 horas da manhã. Ingresso promocional a R$ 10 para todos.
Local: Teatro Waldemar Henrique (Praça da República)