‘Brigadeiro Fontenelle’ é a 48ª escola da rede pública revitalizada e entregue pelo Governo do Estado

Belém, Pará, Brasil. ENTREGA ESCOLA TERRA FIRME - 09/11/2020

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Brigadeiro Fontenelle”, a 48ª reconstruída pelo Governo do Pará Foto: Ricardo Amanajás / Ag.Pará

A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Brigadeiro Fontenelle”, em Belém, é a 48ª escola reconstruída pelo Governo do Pará e entregue à comunidade escolar do bairro da Terra Firme, em um ano e 10 meses de gestão. A cerimônia ocorreu na tarde desta segunda-feira (09) e contou com a presença do governador Helder Barbalho; a secretária de Estado de Educação, Elieth Braga, e do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Júnior. A solenidade teve apresentação da Banda de Música da Polícia Militar.

Governador Helder Barbalho e a secretária Elieth Braga em um dos novos laboratórios da Escola Brigadeiro Fontenelle Foto: Ricardo Amanajás / Ag.Pará

“Hoje é um momento muito especial para a Seduc (Secretaria de Estado de Educação) e um momento mais especial ainda para esta comunidade. A Escola Brigadeiro Fontenelle está totalmente recuperada, reconstruída e ampliada, com tudo de mais moderno que pode ter. Essa escola é referência para este bairro, com projetos lindos, e se destaca como uma das mais belas de Belém. Cuidem dessa escola, ela está de portas abertas para receber a comunidade”, enfatizou a titular da Seduc, Elieth Braga.

Alunos e professores receberam com alegria a unidade de ensino, que foi reconstruída e ampliada para oferecer mais comodidade e qualidade de ensino aos estudantes e condições de trabalho dignas aos profissionais da educação.Área externa da escola, que foi totalmente revitalizada pelo governo do Estado Foto: Ricardo Amanajás / Ag.Pará

“Ter essa escola totalmente reconstruída, ampliada e revitalizada foi sempre um anseio da comunidade da Terra Firme, e hoje esse momento é uma reposta para toda a comunidade estudantil. Nós tínhamos um prédio complemente deteriorado, há muito tempo sem reforma, e agora é um sonho realizado, um espaço a mais no bairro para atender aos programas do Estado e atender a toda a nossa comunidade”, ressaltou Jones Barros, gestor da 5ª Unidade Seduc na Escola (USE).

A obra foi feita com recursos oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contemplou a climatização das salas de aula, laboratório de informática, multidisciplinar, laboratório de física, sala de leitura, quadra poliesportiva, coordenação e direção pedagógica, sala AEE (Atendimento Educacional Especializado), espaço de convivência, banheiro e vestuário para PcD (Pessoa com Deficiência) – para atender professores, equipe técnica e os 1.498 alunos matriculados nas modalidades de ensino fundamental, médio regular, 1ª e 2ª etapas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) ensino médio, 3ª e 4ª etapas do EJA fundamental, ensino médio expandido e AEE.A nova escola tem espaço para várias atividades pedagógicas Foto: Ricardo Amanajás / Ag.Pará

Na área externa da escola, a direção tomou a iniciativa e firmou parceria com o Projeto Cine Club TF e os artistas grafiteiros, para viabilizar o trabalho de grafitagem no muro da unidade, gerando renda e uma bela obra de arte com relevância social.

Termo de Cooperação – Durante o ato de entrega, foi assinado um Termo de Cooperação Técnica entre a Seduc e a Polícia Militar do Pará, que seguirá o modelo vigente do Projeto “Escola com Supervisão Militar”, o qual visa promover a assistência administrativa, científica, técnica e cultural para a adoção de projetos e programas de ações cooperadas nas escolas estaduais do Pará. A “Brigadeiro Fontenelle” será a primeira unidade de ensino da Região Metropolitana de Belém a receber o projeto da PM, já adotado, desde 2018, pela Escola Estadual Rio Tocantins, no município de Marabá, no sudeste paraense, por meio de convênio entre a Prefeitura Municipal e Polícia Militar.

A finalidade da Supervisão Militar Educacional, iniciativa do Governo do Pará, é promover a melhoria da educação básica na rede estadual e a prevenção da violência e da criminalidade no âmbito das escolas participantes do projeto. A Ação de Cooperação Militar Educacional será, inicialmente, em bairros da área metropolitana já integrados ao Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), e em 13 municípios que sediam Comandos de Policiamento Regional da PM (CPRs).

Foto: Ricardo Amanajás / Ag.Pará O ato de entrega da escola revitalizada, referência no bairro da Terra Firme

Formação de valores – “A chegada da Polícia para ajudar a Seduc não é motivo para afugentar ninguém. A Seduc vai continuar cuidando da educação e toda a parte pedagógica, e a polícia vai estar junto apenas para nós construirmos valores, para que o ambiente escolar possa ser um ambiente melhor e fazer trabalhos no contraturno. Nós não iremos tirar a Seduc, nem a Polícia, dos seus papéis. Apenas iremos somar esforços, para que possamos construir uma sociedade melhor; para que as crianças e os jovens possam ter uma educação pedagógica adequada, mas que também possamos ajudar os pais na formação de valores pautados no respeito, na ética e na moral, para que cada um possa ser cidadão do bem”, ressaltou o governador Helder Barbalho.

“Este convênio é muito importante para nós porque viabiliza a parceria entre Seduc e Polícia Militar para a concepção do projeto de ensino cívico-militar no Estado do Pará. Nós vamos poder elevar este ensino cívico-militar e atuaremos no contraturno escolar, com aulas de reforço, clubes de matemática, práticas desportivas. A Seduc continua atuando na questão pedagógica, e nós, militares, estaremos atuando dentro da escola, no dia a dia, cobrando a questão disciplinar, cultivo de valores inerentes à vida militar, uniformização, horário, limpezas de sala de aula etc.”, ressaltou o coronel Dilson Júnior.

Queda na violência – Durante a cerimônia, o governador reforçou o compromisso do Estado com a comunidade e salientou as ações que vêm sendo executadas para garantir a segurança dos moradores. “Temos combatido a criminalidade com pulso forte, o tráfico com pulso forte, temos combatido a milícia com pulso forte. Aqui no bairro da Terra Firme, em 2018, antes do nosso governo, foram 36 homicídios violentos, letais e intencionas. No nosso primeiro ano de governo foram 17, e este ano caímos para sete. Cerca de 80% de redução de crimes intencionais no bairro da Terra Firme. Esse é o resultado do trabalho da Polícia Militar e da Polícia Civil, integrado conosco, que busca não apenas enfrentar os efeitos, mas busca construir soluções para as causas”, afirmou Helder Barbalho.As novas salas de aula são climatizadas, o que garante mais conforto a alunos e professores Foto: Ricardo Amanajás / Ag.Pará

O chefe do Executivo também falou sobre a construção da Usina da Paz no bairro, que iniciará nos próximos dias, para oferecer aos moradores da área um espaço com atividades para toda a comunidade, com aulas de natação, campos de futebol, anfiteatro e quadra poliesportiva, para que a comunidade possa interagir bem como um amplo espaço para feiras de produtos e alimentos. As obras da Usina serão feitas com recursos da empresa mineradora Vale.

Também participaram do ato de entrega da escola a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal; os deputados estaduais Victor Dias (PSDB) e Dr. Galileu (PSC), e o vice-prefeito de Belém, Orlando Reis.