Belém Porto Futuro

Serviços começam um mês antes do cronograma previsto. Primeira etapa de revitalização deverá ser concluída em dez meses

As obras da primeira etapa do Projeto Belém Porto Futuro já são realidade e deverão ser concluídas nos próximos dez meses. A ordem de serviço para o início imediato dos trabalhos de revitalização da área portuária, na capital paraense, foi assinada pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, recentemente, 14/03. Os serviços começam com um mês de antecedência em relação ao cronograma previsto. Os recursos estão totalmente empenhados, os projetos básico e executivo, prontos e os licenciamentos junto à Prefeitura ao Instituto do Patrimônios Histórico e Artístico Nacional (Iphan), viabilizados. Os investimentos do Ministério somam R$ 31,5 milhões e vão garantir a construção de um parque urbano com serviços de entretenimento, cultura e lazer. O projeto inclui ainda outras obras de urbanização como estacionamentos, a recuperação da Praça General Magalhães e a construção da Praça do Futuro.

“Este é um empreendimento que vai promover a integração do Porto à cidade, impulsionando o desenvolvimento econômico regional. Transformaremos o que hoje é uma área degradada num dos espaços mais modernos de Belém, com capacidade para atrair investimentos, gerar emprego e renda e estimular o turismo”, destacou o ministro Helder Barbalho. O projeto também prevê a implantação de uma bacia de escoamento das águas pluviais do rio para evitar alagamentos na região em época de chuvas fortes.

A expectativa é de que sejam criados 200 empregos diretos durante as obras e serviços de revitalização. “Depois, por meio de concessão, os espaços vão possibilitar a instalação de bares e restaurantes, preservando a arquitetura, a história da capital paraense, e servindo como mecanismo de receita para custeio deste espaço que será entregue à cidade”, explicou o ministro.

Estratégias para o desenvolvimento

Investir no desenvolvimento regional é uma das prioridades do Ministério da Integração, como forma de garantir o avanço de indicadores socioeconômicos. A localização do Porto Futuro é estratégica: ele está a cerca de 120 quilômetros do Oceano Atlântico, por exemplo. A capital paraense está entre as 20 principais cidades brasileiras em relação a conexões empresariais com três metrópoles nacionais – Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Com cerca de 1,4 milhão de pessoas, é uma das 40 áreas de concentração populacional do País.

O senador Jader Barbalho (MDB) disse que em várias partes do mundo, como Buenos Aires, Barcelona e até no Rio de Janeiro, os espaços portuários sofreram transformações importantes e se agregaram à nova realidade dos centros urbanos. “Fico muito feliz porque passei grande parte da minha infância e juventude no bairro do Reduto e estar testemunhando o início dessa obra é uma honra”.

Consultas públicas

Para as formalidades legais, o projeto Belém Porto Futuro, procedeu  consultas públicas com a comunidade, empresários, empreendedores e investidores, oportunidade que  mostraram e deram suas ideias e contribuições sobre o que deve estar presente no projeto. De farmácia à pista de jogging. De shopping à via expressa. Porque ser cada vez mais democrático também está no futuro de Belém. Veja o Projeto Belém Porto Futuro em:

Sobre o projeto  

A arquitetura do Belém Porto Futuro será moderna e inovadora, com espaço de exposição de artesanatos, shows, teatros, quiosques com opções de comidas e bebidas típicas, espaço para lazer infantil, centro de convenções e estacionamento. Além disso, será implantado o conceito ‘conforto’, com Wi-Fi, bancos para descanso, paisagismo e pontos para uso de energia gratuita. Também há a preocupação com a segurança, que será garantida com a instalação de posto policial, gradil ao redor do parque e sistema de monitoramento. A segunda etapa do empreendimento está em processo de elaboração de projeto.sista ao vídeo do Projeto Belém Porto Futuro.

FOTOS:  CDP, Divulgação