Belém passa a integrar aliança global de luta contra a mudança climática e pelo desenvolvimento sustentável

Rodrigo Perpétuo - secretário executivo do ICLEI América do Sul Renato Ogawa - prefeito de Barcarena Edmilson Rodrigues - prefeito de Belém Eduardo Tadeu - diretor executivo da associação brasileira de municípios Valentina Falkenstein - coordenadora do Help Desk do pacto global de prefeitos pelo clima para as Américas Patrícia Menezes - coordenadora técnica do observatório de inovação para cidades sustentáveis no centro de gestão e estudos estratégicos Cristina Vilaça - Vice Prefeita de Barcarena

O município de Belém aderiu a uma rede mundial de solidariedade, visando um pacto global pelo clima e energia. A assinatura do documento, que integra o município à rede, foi realizada na noite desta segunda-feira, 1° de agosto, pelo prefeito Edmilson Rodrigues.

Pacto global – O ato de assinatura aconteceu no Hotel Samaúma, na cidade de Barcarena, nordeste do Pará, durante o I Encontro Regional ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade) da Amazônia.

O Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia é uma forma dos gestores municipais criarem uma aliança global de cidades e governos locais comprometidos com a luta contra a mudança climática e redução de seus impactos. A ação tem apoio e financiamento da União Europeia (UE).

Justiça social – “É um ato de compromisso com o futuro, de compromisso com o tipo de desenvolvimento que nos traga justiça social, justiça para com a natureza e é um compromisso com a democracia. São mais de 11 mil prefeitos no mundo todo que assinaram o pacto pelo clima e a energia. Belém entra nesta rede mundial de solidariedade. Assinar esse pacto é mostrar que a biodiversidade amazônica tem que ser preservada e as cidades amazônicas são partes desse ecossistema”, comentou o prefeito Edmilson Rodrigues.

Com a adesão ao pacto, Belém se manifesta a favor do Acordo de Paris, um tratado no âmbito da convenção das Organizações das Nações Unidas (ONU) sobre a Mudança do Clima (CQNUMC), que rege medidas de redução de emissão de gases estufa a partir de 2020, a fim de conter o aquecimento global.

O município de Barcarena também aderiu ao pacto, explicou o prefeito do município, Renato Ogawa. “O prefeito Edmilson Rodrigues vai participar conosco, assinando o compromisso com a questão do clima, da resiliência e da sustentabilidade. Eu tenho certeza que iremos virar essa página com tecnologia, com inovação e com a participação de todos”, comentou Renato Ogawa.

Compromisso de Malmo – Ainda durante a cerimônia, foi assinado pelo prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, o Compromisso de Malmo, acordo criado pelo ICLEI. É um instrumento de divulgação e fortalecimento de políticas de sustentabilidade, cujo principal foco é incorporar a equidade social no centro das iniciativas sustentáveis.

Encontro – A agenda das assinaturas faz parte do I Encontro Regional ICLEI Amazônia, que ocorre em Barcarena, entre os dias 1° e 3 de agosto. O evento visa apresentar resultados preliminares do projeto Amazônia 2030 e de outras iniciativas, explicou o secretário executivo do ICLEI América do Sul, Rodrigo Perpétuo.

“Esse é o primeiro encontro do ICLEI na Amazônia. Representamos as autoridades locais do mundo todo na agendas globais do clima e da biodiversidade. Estar aqui fazendo esse encontro significa escutar as demandas, os desafios, as dificuldades, as potencialidades das cidades da Amazônia e organizar mensagens-chave para levar para essas conferências que irão acontecer, a do clima em novembro, no Egito; e a da biodiversidade, em dezembro, em Montreal, no Canadá”, disse Rodrigo Perpétuo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui