Pará+

Belém amplia 4ª dose da vacina contra covid para pessoas com 30 anos

O reforço da vacina contra a covid-19 chega a mais um público em Belém. Na segunda-feira, 25, pessoas com idade a partir de 30 anos poderão tomar a quarta dose, desde que tenham tomado a terceira há, pelo menos, quatro meses. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e salas de imunização da rede de parceiros estão abastecidas para atender a demanda.

O atendimento vai de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nas UBS, e de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, nos três hospitais das Forças Armadas (Aeronáutica, Naval e do Exército) e nos shopping centers Pátio Belém e Parque. Nos fins de semana de julho, a vacinação é suspensa.

Critérios – A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), informa que, na capital paraense, a primeira dose está disponível para todos a partir de 3 anos de idade.

A ampliação da vacinação para essa faixa etária começou na segunda-feira, 18, com a estimativa de atender 30 mil crianças. A Sesma reforça que a vacinação para a faixa etária 3 a 5 anos é feita exclusivamente nas UBS.

A segunda dose da vacina contra a covid está disponível para todas as pessoas a partir de 5 anos de idade. O primeiro reforço (terceira dose) pode ser aplicado em todos a partir de 12 anos, que foram vacinados com a segunda dose há, pelo menos, quatro meses.

Prioridades – A exceção é no caso dos imunocomprometidos com idade entre 12 anos a 17 anos, que podem usar o intervalo de oito semanas após a segunda dose. Para este grupo a indicação é exclusivamente a vacina Pfizer. As pessoas com este perfil devem apresentar cópia do laudo ou atestado ou receita médica que comprove alto grau de imunossupressão.

“A ampliação dos públicos para receber a vacina, seja nos esquemas iniciais de imunização, seja nas etapas de reforço, faz parte da política municipal de prevenção e combate da pandemia. A vacina é um avanço da ciência que, comprovadamente, vem salvando vidas”, diz o diretor de Vigilância à Saúde, Adriano Furtado. Segundo a Sesma, 250 mil pessoas devem tomar o segundo reforço na faixa etária de 30 a 39 anos.

Estoques – A Sesma afirma que as seguintes vacinas estão disponíveis em Belém: Coronavac, destinada a crianças com 3 anos de idade e mais, adolescentes, adultos e idosos (exceto Imunodeprimidos, com idade entre 12 a 17 anos); Pfizer pediátrica, disponível para crianças de 5 a 11 anos; Pfizer adulto, aplicada em pessoas a partir de 12 anos; Astrazeneca, para pessoas com 18 anos e mais (exceto gestantes e puérperas), e Janssen, que é usada no reforço em pessoas com 18 anos e mais (com exceção, também, de grávidas e puérperas).

Os documentos necessários para a vacinação são RG, CPF ou cartão SUS. Quando for o caso, deve-se apresentar documento comprobatório da profissão, comprovante de imunossupressão (laudo, atestado ou outro) e da gravidez (ou puerpério) e o cartão e vacinação com as doses recebidas anteriormente.

Sair da versão mobile