Apresentação dos grupos de Pássaros Juninos marca a abertura do Arraial da Nossa Gente

A revoada dos pássaros juninos marcou a abertura da programação do Arraial da Nossa Gente, na noite desta quarta-feira, 8, promovido pela Prefeitura de Belém. A apresentação foi realizada no Teatro Waldemar Henrique, na praça da República, e contou com a participação de todos os grupos de pássaros juninos e cordões de bicho que se apresentarão no decorrer da quadra junina.

O espetáculo levou dança, música e dramatização para o palco do teatro. O evento reuniu os grupos de Belém, Outeiro, Mosqueiro e Icoaraci.

Entusiasta da cultura popular paraense, o odontólogo Joelson Ataíde, de 56 anos, levou toda a família para o teatro.

Movimento cultural – “Trouxe toda minha família para ver o espetáculo. Eu entendo que os cordões de pássaros, por ser um movimento cultural junino, tipicamente da nossa região, é de grande importância e não pode cair no esquecimento. Eu tenho lembranças com o meu pai, que contava muitas histórias de toadas dos cordões de pássaros, e eu senti a necessidade de passar essa cultura para os meus filhos”.

Preservação da cultura – O prefeito em exercício de Belém, Edilson Moura, ressaltou que a gestão municipal tem a preocupação de valorizar a cultura local.

“Quando você olha essas crianças mantendo uma tradição que vem do século XIX, em um teatro que tem uma importante história, é uma preocupação do nosso governo. É uma tentativa de preservação da cultura de Belém, com os pássaros e quadrilhas juninas. É um preocupação com a nossa cidade e nossa cultura”, ressaltou.

O grupo Japiim, do bairro da Marambaia, foi um dos pássaros juninos que se apresentaram no Teatro Waldemar Henrique. A guardiã do grupo, Neire Lopes, lembrou que o grupo estava há dois anos parado por causa da pandemia, e a volta não poderia ter sido melhor.

Retorno – “A gente fica muito feliz com essa iniciativa de trazer novamente o arraial dos pássaros. Durante a pandemia estávamos parados e agora retomar essa cultura é de extrema importância para nós, principalmente o pássaro que é genuinamente nosso. Esse tipo de ação é necessária para manter vivas nossas tradições.

A mestra de cultura popular, Iracema Oliveira, que, há anos, se apresenta e coordena grupos de pássaros, destacou a importância da quadra junina. “Essa época é muito importante pra nós, essa programação feita pela prefeitura é de extrema importância para a cultura popular. Eu sou muito feliz nesta época do ano. Frequento a quadra junina e os cordões de pássaros desde os 7 anos de idade”, comentou.

Programação – Os pássaros juninos e cordões de bicho se apresentarão no Teatro Waldemar Henrique, nos dias 8, 9, 10, 22, 23 e 29 de junho, sempre a partir das 19h, com entrada gratuita.

De acordo com o presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Michel Pinho, a programação vai continuar no Waldemar Henrique.

“Essa é a abertura da quadra junina. Vamos ter, durante esses dias, as apresentações aqui no teatro, e a entrada é gratuita. Depois a programação vai se deslocar para um grande arraial na praça Waldemar Henrique”, explicou.

Quadrilhas – Entre os dias 15 e 30 de junho, a praça Waldemar Henrique será palco da concurso de quadrilhas do Arraial da Nossa Gente. Cerca de 40 quadrilhas juninas dos diversos bairros da capital paraense devem se apresentar no Piano Palco da praça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui