Apreciar Cascais

* Anete Costa Ferreira

O desejo de visitar Cascais, é a facilidade de lá chegar rapidamente por ser próxima de Lisboa. Fica numa distância de 31 kilômetros, escolhendo ir de  trem ou de carro. Se preferir ferrovia apanha no Cais do Sodré o transporte e vai se deslumbrando com as paisagens e as praias em toda a extensão da viagem, se optar pela rodovia pode partir de qualquer ponto da capital, e em linha reta seguir a Avenida Marginal, ora vendo o arvoredo, o tipo da urbanização e ainda as praias existentes no percurso até chegar na famosa Cascais, onde pode banhar-se tranquilamente usufruindo a temperatura permanente entre 26 a 16 graus, no período de  Junho a Novembro.

As cidades situadas na orla marítima são Algés, Santo Amaro de Oeiras, Oeiras, Cruz Quebrada, Caxias, São Pedro do Estoril, Santo João do Estoril, Monte Estoril, Parede, Carcavelos, Estoril e Cascais cada uma com sua história, suas praias, suas potencialidades à disposição dos visitantes banhistas ou não. Passeios à beira mar, parques, bicicletas, charretes ou a pé, são algumas das referências.

Carcavelos, é uma praia famosa pela realização do 1º Banho do Ano que ali é tomado desde 1950. Evento criado pelo Grupo Internacional de Futebol, que se tornou tradicional ao juntar simpatizantes num convívio agradável onde festejam a entrada do Ano Novo. Na da Parede, está o mais antigo espaço termal, frequentadíssimo, caracterizado pelas propriedades terapêuticas, únicas no tratamento para as pessoas portadoras de patologias ósseas.

As praias de Santo Amaro de Oeiras, Oeiras e Carcavelos, por serem de maiores extensões têm a preferência dos banhistas e seus familiares, principalmente os praticantes de esportes náuticos como o surf, caiaque, canoagem, windsurf, kitesurf, usufruindo as ondas. Outros, aproveitam a areia e jogam ping – pong, futebol de praia, ouvem músicas e há os que se divertem com a leitura.

Espaços obrigatórios para visitar em Cascais, Museu do Mar, a Boca do Inferno que data de de 1895, Museu Histórico, Casa das Histórias Paula Rego, palacetes do século XV, Forte do Guincho (Porto Salvo), Ruinas do Forte das Velas, ruínas de obras do século XVII, Forte de São Bruno (Caxias). Ainda o Parque dos Poetas (Oeiras), Teatro Experimental (Cascais), Cabo da Roca, onde dizem ser a divisão do mundo e que é concedido ao visitante, um diploma por haver estado nesse espaço histórico, Cassino Estoril com belíssimo jardim tem no seu interior o Salão de Artes, onde pode visitar obras  de autores conceituados, e aproveitando a ocasião vale fazer uma fezinha nas máquinas caça níqueis , apostar jack pote e ganhar prêmios valiosos.

Assista no final da tarde, as embarcações atracarem no cais com os pescadores retornando da sua faina, transportando seus produtos para a lota, como de praxe. A baia de Cascais imponente com capacidade para na sua marina, comportar centenas de iates que ao deslizarem nas águas ondulantes oferecem uma bonita paisagem de beleza natural aos apreciadores que se encantam com o desfile dessas embarcações sob o azul do céu.

Aproveite as delícias da gastronomia portuguesa que são oferecidas nas centenas de bares situados à beira mar, e escolha no menu do Prato do Dia, carne ou peixe preparados na cozinha tradicional a preços acessíveis. Caso prefira uma refeição sofisticada pode escolher em qualquer dos restaurantes da orla, o bacalhau preparado das mais variadas formas. Há também os mariscos e peixes grelhados no carvão, fritos, cozidos e ensopados. Existem outros sabores como a comida japonesa, chinesa, italiana, indiana e ucraniana, entre outros. Experimente a açorda de mariscos e não esqueça as pataniscas de bacalhau servidas com arroz de tomate. E se for Verão é imprescindível saborear as sardinhas assadas no carvão, acompanhadas com salada de pimentão, porque vale a pena a pedida. Tudo isso tem o acompanhamento indispensável do delicioso vinho português.

Conheça e sobremesa, e se delicie com as frutas da época cerejas, pêssegos lisos ou aveludados, ananás, peros, meloas, morangos, framboesas, mirtilos, sempre fresquinhas, além de sorvetes, pudins, e cremes de sabores variados.

O trabalho desenvolvido na vertente do turismo sustentável, é responsável pelos resultados de toda essa beleza nesses anos dedicados a essa área, que se tem tornado prioritária para com o turista que visita o espaço da linha, e retorna sempre para apreciar Cascais.

*Correspondente em Portugal

FOTOS: Divulgação