Transire apresenta à SUFRAMA novas iniciativas da empresa para sua planta fabril na ZFM

Por: Revista Amazônia

O titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Appio Tolentino, acompanhado do superintendente adjunto de Projetos, em exercício, José Lopo de Figueiredo Filho, e do secretário de Inovação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Marcos Vinícius de Souza, receberam a visita do presidente da Transire Fabricação de Componentes Eletrônicos, Gilberto Novaes, e de demais representantes da empresa, dentre eles o presidente da empresa chinesa de tecnologia Pax Technology Ltd., Jack Lu, e o vice-presidente, Sun Yun.

Entre os assuntos discutidos durante o encontro destaca-se o projeto da empresa, que tem uma planta fabril no Polo Industrial de Manaus (PIM), em criar o Instituto Transire na Zona Franca de Manaus (ZFM), com o intuito de realizar diversos projetos com tecnologia e biotecnologia, potencializados por meio de recursos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). “Durante a reunião do Capda, apresentaremos a proposta para diversificar as atividades da Transire e utilizarmos, por exemplo, insumos regionais para fabricação de produtos passíveis de exportação, como o couro do peixe, por exemplo”, afirmou Novaes.

Appio Tolentino destacou a importância de se realizar investimentos na região, o que permite a geração de cada vez mais postos de trabalho e o possível surgimento de tecnologias cada vez mais avançadas, fruto de projetos nascidos dentro do modelo ZFM. “Temos satisfação de ver uma empresa como a Transire crescendo e investindo em suas instalações e projetos no Polo Industrial de Manaus. Trabalhamos para incentivar o desenvolvimento de nossa região e a atividade da empresa reflete claramente a proposta da autarquia de fomentar os investimentos, para que novos postos de trabalho e produtos com tecnologia sejam desenvolvidos e produzidos por aqui. Isso é benéfico para o País”, afirmou.

O presidente da Transire afirmou que a iniciativa da empresa, que atua no desenvolvimento de tecnologia de informação e segurança, com fabricação de produtos para transações financeiras via cartão e leitores de cartão sem contato, dentre outros, é “tornar Manaus a capital nacional – e por que não mundial – de meios de pagamento de última geração. Estamos desenvolvendo tecnologia para realizar pagamento por meio da voz e da íris dos olhos. Estas soluções são criadas e desenvolvidas aqui, na Zona Franca de Manaus”.

Marcos Vinícius de Souza, que também é coordenador do Capda, parabenizou a empresa pela forma como atua e pretende expandir e diversificar suas atividades e sugeriu utilizar o trabalho da Transire como um case de sucesso a ser levado para debate em outros centros.

A participação de investidores chineses nos projetos de tecnologia da Transire foi ressaltada pelo superintendente da Suframa, que reiterou que “esses investimentos estrangeiros na região impulsionam as atividades locais e aproximam as empresas nacionais e internacionais. Agradecemos a confiança dos investidores e quanto mais resultados pudermos demonstrar, com certeza maior será a aproximação de empresas de todo o mundo junto ao modelo Zona Franca de Manaus”.

variedades – Revista Amazônia – Muitas Amazônias uma só revista

COMPARTILHAR