Será inaugurado o barco-hospital “Papa Francisco” neste sábado (17) 


Projeto conta ainda com duas ambulanchas e foi viabilizado com verba destinada pelo MPT em acordo histórico com as empresas Shell e Basf

No próximo dia 17 de agosto de 2019 será inaugurado, em Belém (PA), o barco-hospital “Papa Francisco, para atendimento médico de cerca de 1 mil comunidades ribeirinhas na região do Baixo Amazonas.

O executor do projeto, orçado em R$ 25,1 milhões, é a Fraternidade São Francisco de Assis, entidade filantrópica sem fins lucrativos, mediante destinação de verbas advindas do acordo histórico do Ministério Público do Trabalho com as empresas Raízen Combustíveis S/A (antiga Shell Química) e Basf S/A.

“Todos os trabalhadores e familiares vítimas desse caso conhecido como Shell/Basf foram atendidos pelo SUS e pela Previdência Social. Dessa forma houve prejuízo aos cofres públicos, portanto para todo o país.

Nada mais justo que as reparações sejam promovidas de norte a sul do território nacional, como vem acontecendo, e se concretiza com mais esse projeto do barco-hospital, no Pará”, explica o procurador do MPT em Campinas Ronaldo Lira, responsável pelas destinações.

No barco será feito o atendimento nas especialidades de ginecologia, pediatria, urologia, oftalmologia, cardiologia, dermatologia e também odontologia. A estrutura contará com sala de mamografia, sala de raio-x, sala de teste ergométrico, ultrassom, eletrocardiograma e laboratório de análises clínicas.

Será possível realizar cirurgias de catarata e intervenções cirúrgicas de baixa complexidade, além de prevenção contra o câncer em diversas áreas (mama, próstata, pele, colo uterino e bucal).

Serão utilizadas duas “ambulanchas” para visitas domiciliares ou em centro de encontros nas comunidades, que farão o atendimento preventivo, de cuidados e tratamento.

A Região do Baixo Amazonas possui uma população total de 675.510 habitantes composta por 12 municípios: Alenquer, Almerim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Oriximá, Prainha, Santarém e Terra Santa. Cerca de 48,37% da população da região encontra-se abaixo da linha da pobreza e não possui atendimento de saúde.

A situação mais grave está no município de Prainha, com 69,33% da população abaixo da linha de pobreza. A pesca e o extrativismo são as atividades econômicas mais comuns na região. Algumas contaminações são frequentes nas comunidades ribeirinhas, decorrentes da exposição ao veneno da malária e ao mercúrio, devido ao garimpo realizado em larga escala.

Os habitantes do Baixo Amazonas enfrentam dificuldades para receber o atendimento médico, tendo de realizar longas viagens de barco para chegar a um hospital ou unidade de saúde. O tempo necessário para o deslocamento, em média, é de 24 horas até Manaus ou 12 horas até Belém.

Programação

Com a participação do procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, e outros procuradores do MPT entre as demais autoridades, a cerimônia de inauguração oficial terá início às 16h no Grand Mercure Hotel, em Belém.

Em seguida, às 19h, haverá a benção do barco na Escadinha da Estação das Docas, na capital paraense. Mas a partir das 10h, a embarcação estará aberta à visitação, nesse mesmo local onde acontece a benção.