Santa Casa do Pará recebe título nacional de Hospital Amigo da Mulher

730x250

A garotinha de um ano e nove meses, Ágata, corre pelos corredores da Santa Casa, após a consulta de rotina, que faz mensalmente no hospital. Ela veio com sua mãe, Débora Leal, 37 anos, do bairro do Icuí, em Ananindeua. Ágata nasceu prematura. Débora conta, que teve os dois filhos prematuros na Santa Casa do Pará. O primeiro, Gabriel, hoje tem quatro anos. “Eu desenvolvi hipertensão na gravidez. Perdi dois filhos, antes de ser tratada aqui na Santa Casa. Quando comecei a fazer pré-natal no ambulatório daqui tudo mudou e consegui ter meus filhos. Hoje, eles são saudáveis e eu agradeço à equipe que me atende aqui na Santa Casa. Além de ter atendimento humanizado, eu tive apoio para ter meus filhos com tranquilidade, apesar da prematuridade”, contou a mãe. Estas e outras histórias de nascimentos e tratamentos de saúde de mulheres na Santa Casa do Pará possibilitaram que a instituição recebesse o título de Hospital Amigo da Mulher. O prêmio é reconhecimento nacional de uma instituição de saúde pública, que atende pacientes de todo o Estado do Pará e é referência em neonatologia e atendimento da mulher. O Prêmio Dr. Mário Pinotti, concedido pela Câmara Federal foi entregue à direção e servidores da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP), em cerimônia realizada no auditório da FSCMP, na tarde desta quinta-feira, 26. A premiação foi proposta pelos parlamentares paraenses Arnaldo Jordy e Edmilson Rodrigues e foi entregue, em Belém pela segunda-secretária da Câmara Federal, deputada Mariana Carvalho (RR). “A Santa Casa do Pará é uma instituição secular, que na sua trajetória tem evoluído no atendimento a um patamar de excelência. Foi um grande bem a Câmara de Deputados decidir premiar esta instituição, que é um exemplo de busca da qualidade na saúde pública”, definiu a parlamentar. Investimento – Para o secretário estadual de Saúde, Vítor Mateus, a premiação é um reconhecimento do trabalho exercido pela administração estadual e a gestão da FSCMP. O secretário ressaltou que o governo estadual tem investido em tecnologia de ponta para melhorar não somente o atendimento direto da assistência à população na Santa Casa – como o tomógrafo adquirido este ano, que ajuda a monitorar todo o sistema dos pacientes -, como a gestão da saúde nas instituições. Todo investimento inclui também a qualificação dos servidores e a expansão do atendimento. “A Santa Casa é uma instituição hospitalar que faz parte da vida dos paraenses. O fato de ser reconhecida como referência de atendimento de qualidade a nível nacional é a prova de que estamos no caminho certo. Este prêmio é um marco histórico”, especificou Vítor Mateus. A presidente da FSCMP, Rosângela Monteiro, agradeceu aos parlamentares pela indicação ao prêmio da Câmara Federal e à toda equipe de servidores da gestão e assistência da instituição. “Somos um hospital público que viemos lutando para assegurar um conjunto de iniciativas que garantam atendimento aos pacientes com qualidade, respeito e segurança. Certamente, o Prêmio Dr. Mário Pinotti nos deixa muito motivados”, definiu a presidente. A diretora técnico-assistencial Norma Fonseca, lembrou que 75% dos servidores da Santa Casa do Pará são compostos por mulheres. “Temos um olhar muito carinhoso às mulheres que aqui atendemos. Desde o atendimento ambulatorial, parto, às pessoas vítimas de escalpelamento, mulheres vítimas de violência, por isso, esse prêmio para nós é uma coroação. A nossa proposta é de melhoria contínua e recebemos este prêmio com muita honra”, descreveu. O deputado Arnaldo Jordy contou que pelo terceiro ano seguido propôs o nome da Santa Casa do Pará para concorrer ao prêmio Dr. Mário Pinotti. “A disputa é muito grande. São centenas de instituições de saúde disputando. Este ano, a Santa Casa do Pará ficou entre os 80 e depois entre os cinco premiados. Para nós é uma grande honra está aqui para fazer a entrega deste prêmio”, explicou o parlamentar. Jordy disse ainda, que a Santa Casa do Pará é uma das maiores referências em atendimento materno-infantil do Brasil, por isso, a premiação é um reconhecimento da condição da qualidade da instituição. Histórico – A Santa Casa de Misericórdia do Pará tem 367 anos. A instituição é referência no atendimento à saúde da mulher e neonatologia no Estado do Pará. Com mais de 600 leitos, mensalmente, a maternidade Almir Gabriel da FSCMP realiza uma média de 860 partos de pacientes de todas as regiões do Estado do Pará. Somente em 2016, foram realizados mais de 10 mil partos na Santa Casa do Pará. Destes, 55% são de mulheres que residem em Belém e Região Metropolitana. Além de partos, a Santa Casa do Pará atende uma média de 8 mil consultas ambulatoriais por mês. Destas, somente no Ambulatório da Mulher são atendidas mais de 330 mulheres em consultas pré-natal de alto risco. Na urgência e emergência são realizados uma média de 3.500 atendimentos mensais. Destes, 55.4% são da capital e 44.6% de outros municípios
Agência Pará de Notícias

COMPARTILHAR